Filmes Harry Potter J.K. Rowling

David Tennant critica o sistema de “casas” em Hogwarts

Escrito por Renato Delgado

O ator David Tennant, intérprete de Bartô Crouch Jr. em Harry Potter e o Cálice de Fogo, participou recentemente da Wizard World Comic Con, em St. Louis, Missouri (Estados Unidos) e criticou o sistema de “casas” criado por J.K. Rowling após responder a qual ele pertenceria.

Tennant, que estava acompanhado de sua ex-colega de cena na série Doctor Who, Billie Piper, disse sem pestanejar: “Ora, eu sou da Sonserina. Não vou mudar”, fazendo referência a seu personagem, um Comensal da Morte que se passa pelo professor Alastor Moody durante os eventos do quarto filme. Entretanto, o ator não esconde que acha o sistema de divisão dos alunos em casas um pouco estranho:

Sempre achei meio bizarro. Você chega, acha que é uma criança tranquila e então, logo no primeiro dia, eles dizem: “Não, você é um vilão, você é da Sonserina!” Como psicólogo infantil, não acho isso muito legal. As pessoas se desenvolvem em estágios diferentes. Acho que deveriam permitir que as crianças passassem pela puberdade sem serem condenadas a uma vida no lado negro.

Apesar da crítica do colega, a atriz Billie Piper admitiu também ser da Sonserina: “Fui para a casa do mal”, ela respondeu.

Recentemente, o ator teve grande participação na série da Netflix de sucesso Marvel – Jessica Jones na pele de mais um vilão em sua carreira, Kilgrave.

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato se envolve com sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.

  • renara novais

    Eu penso que ele foi um pouco infeliz ao dizer que a casa rotula a sua personalidade… Na Sonserina não encontramos apenas pessoas “do mal”. Na verdade creio que a J.K foi muito inteligente. Se analisamos com mais cuidado e a fundo veremos que todas as casas possuem todas as características humanas, mas, algumas prevalecem mais que outras, bem como as pessoas por isso a divisão em quatro. Se a gente se prender apenas a questão de que as pessoas que estão na sonserina são maus, ou a Grifinória é a casa dos corajosos. Se a gente fosse seguir essa logica a Mione estaria na Corvinal, Nerville na Lufa-lufa e o Rabicho não seria da Grifinória. Se tem uma coisa que os filmes pegaram com relação as casas foi abordar demais a Sonserina e a Gryff e esquecer a Corvinal e a Lufa-lufa, quem leu os livros percebe que a dinâmica é diferente

  • Gisele Oliveira

    Bem, eu concordo com ele em partes pq também acho escroto esse tipo de divisão (coisa que, infelizmente, viralizou e foi pra outras sagas teens), e me dei conta disso depois de passar minha adolescência inteira tentando me enquadrar em uma das casas. Ninguém merece/deve ser rotulado, muito menos seres humanos em formação.
    Ele só foi ignorante ao dizer que a sonserina configura alguém como vilão. Quando na verdade o critério de seleção da casa é simplesmente: ser de sangue puro. Já o que isso tem a ver com a grande incidência de vilões e gente desprezível lá só a Jk pode explicar rs.

  • Na verdade o que deveria ser desconstruído é essa coisa de que todos da Sonserina são os vilões.

  • Jurandir Pacheco

    Crítica pertinente.