Podcast

Podcast Animagos #11 – A Vida e as Mentiras de Alvo Dumbledore

Escrito por Igor Moretto

Lembra lá em 2007 quando a gente estava chorando e esperneando por causa das tretas em Harry Potter e as Relíquias da Morte? Então vamos dissecar alguns aspectos do último livro e tentar chegar a algumas conclusões agora que já digerimos toda a série.

Nesse episódio, seus anfitriões mágicos Igor Moretto (@igorzets), Vinicius Ebenau (@vinnyebenau) e Renato Delgado (@nato_delgado) se juntam a Pedro Martins (@ImPedroMartins), do Potterish, e o visitante Gustavo Borella (@gustavovomborel), do Ler Para Esclarecer, para comentar a vida e as intenções de um dos personagens mais importantes da saga “Harry Potter”, o professor e diretor de Hogwarts, Ordem de Merlin, primeira classe; originalmente Cacique Supremo da Confederação Internacional dos Bruxos; e Grande Feiticeiro Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore! Precisamos rever nossos conceitos sobre ele. Dumbledore é maquiavélico? Mentiroso? Egoísta? Ou simplesmente mal compreendido? E percebam as vinhetas novas!

Você pode ouvir o episódio no player logo abaixo ou fazer o download do .mp3 aqui (botão direito, salvar link como…/salvar link). O episódio também está disponível no iTunes, então você poderá assinar o feed no seu computador ou ouvir os episódios no seu iPhone, iPod ou iPad no aplicativo Podcasts. Você pode também adicionar o podcast ao seu agregador RSS ou player de podcast preferido através deste link.

Para adquirir a edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal em português brasileiro, comentado no podcast, visite este link. Os valores variam nas lojas, mas no momento da publicação deste post, a Livraria da Travessa está com o menor preço de todos, R$ 94,41.

Deixe seu comentário abaixo pra gente ler na próxima edição! E siga a gente nas redes sociais pra saber quando formos gravar o podcast! No Twitter, @siteanimagos; no Facebook, /siteanimagos, e no YouTube, +animagosbrasil. 🙂

Sobre o autor

Igor Moretto

Igor já trabalhou como tradutor de conteúdo em diversos sites. Hoje, formado em Produção Audiovisual, procura alimentar o Animagos com novidades e é responsável pelo podcast mensal.

  • Filipe Laia

    Estou louco para começar a ouvir o podcast, quando estiver disponível no SoundCloud me avisem <3

  • André Ricardo

    Peraê, comoassimprodução? Vocês são do antigo ScarPotter? Eu escutava o podcast toda terça, ficava na espera pra sair e ia a loucura quando saia. Que saudade.

  • James Solano

    E ai blz ?! Parabéns pelo cast do dumbledore! O que eu acho dele ? Ele nem mal nem bom ele é cinza iguais peonagens do game of thrones por isso que curto ele alem de ter discursos epicos . A dicurção se ele era FDP os dois lados estão certo ele era bom e leal com potter e kkkk FDP com ele , igual mestre dos magos caverna do dragão kkkk. Em fim bom cast espero que próximo podcast do animagos falem dos spoilers da peça harry potter and the cursed child prevejo muita polemica kkk, Xau e ate breve ! =}

  • Tatielma

    Oi gente, descobri vocês através do canal Observatório Potter, e como fã de HP (por + de metade da vida) e da mídia podcast há alguns anos resolvi fazer maratona dos episódios.

    Sobre este episódio, nunca cheguei a odiar Dumbledore, muito se deve pelo fato da fonte ser a Rita Seeker. Entendia o sentimento de Harry se sentir usado, mas acreditava (ou torcia?) pelo amor de Dumbledore por ele, sendo sua maior figura paterna até.

    Não sei se vocês tiveram a mesma impressão que eu durante a leitura, sobre a JK querer fazer os leitores se sentirem culpados, sobre nunca pensar em Dumbledore como um ser humano, e sim como aquele velho mago sábio que já nasceu daquele jeito. Todo livro Harry contava seus problemas, ouvia aconselhamentos, recebia ajuda e nunca pensou em de alguma forma retribuir, saber quem é aquela pessoa. Parecia que ele achava que o Dumby era analista dele, mas isso é egoísmo típico da juventude, né não?!

    Tentarei comentar sempre.
    Abraços a todos.

    Sobre o design do Potterish: não mudem jamais! Acho a coisa mais linda, não sabia que tinha sido elogiado pela jk.
    Até queria saber se há algum texto no site de referências para a criação.

  • Gustavo Borella

    Olá, pessoal do Animagos! Foi maravilhoso ter participado do cast <3 Amei o convite. Gostei muito de termos comentado sobre o Dumbledore e sua vida antes e durante a vida de Harry. A nova trilha sonora está ótima nesse cast e mais uma vez a edição do cast ficou show. Abraços!

  • Alan Vieira

    Dumbledore sempre foi meu personagem predileto… mesmo depois de todas os acontecimentos e revelações…

  • Alan Vieira

    Olá, não sou novo no site, porém novo no podcast… Acompanhei muito de perto o Scar, mas à alguns anos só venho acompanhando o que é publicado oficialmente, logo estou off no mundo bruxo, mas em terapia intensiva para me cursar…

    Primeiramente gostaria de parabeniza-los pelo desempenho excepcional, pela força de vontade e pela disposição. Costumo dizer que Harry Potter é muito mais que apenas livros e uma história, parece-me que vocês compreendem bem isso.

    Referente aos nossos futuros lançamentos, eu estou bastante empolgado, e torcendo bastante para alguém filmar Cursed Child, obviamente por que não poderei ir, pelo menos não tão cedo, e vou esperar a edição definitiva do roteiro.
    A edição ilustrada da Pedra Filosofal está simplesmente linda, com certeza é um item para colecionadores.
    Ainda não li a série de Robert Galbraith, mas já está na minha lista de próximas aquisições. Estou bastante empolgado, muito por conta dos comentários de vocês nos podcasts.

    Falando em Podcast, fiz uma maratona nos últimos 2 dias e ouvi as 11 edições. Faltam alguns ajustes, finos, mas que fariam a diferença. É um trabalho muito bem feito, e aparentemente com bastante dedicação. E a evolução destes últimos 11 foi gigantesca e muito perceptível. Pra mim, por exemplo que não tem muito tempo de ler/buscar notícias, é muita praticidade poder baixar e ouvir.

    Aqui vão algumas dicas:
    -Precisa de uma melhoria na organização da mediação. Acredito que este papel, que explicita ou implicitamente, foi assumido pelo Igor deveria ser mais neutro.
    Igor as suas opiniões são extremamente importantes, mas assumindo o papel de mediador das discussões a impressão que o ouvinte tem é de que são sempre muito autoritaristas, por vezes inclusive tenho a impressão que você quer que a sua opinião seja a que prevaleça, e sei que não é isso. Pense como um conselho… não mude suas opiniões, apenas a forma com que o programa é mediado.
    -Os assuntos e as discussões precisam ser melhor estruturados. Por vezes vemos que assuntos “simples” são discorridos de uma forma muito maçante, viram longas discussões que não falam muito…
    -Por vezes a quantidade de convidados deixa as conversas meio perdidas, mas acredito que isso seja resolvido com uma organização nos assuntos e na mediação. Isso é muito importante.

    Estou torcendo por vocês, vou continuar acompanhando sempre e mais perto.

  • Deleon Fernandes

    Amei o podcast, só achei sacanagem aquela imagem no Twitter que dava uma “dica” sobre o tema do podcast! Aquilo era um grilo ou sei lá o que! Mas enfim… Acho que a história dos Gaunt e o passado do Dumbledore são incríveis e mereciam ser explorados, mas entendo que no cinema isso poderia ter ficado difícil. E pra ter algo mal feito, melhor cortar mesmo. Mas o que eu acho mais interessante nisso é que o tema mais forte são as relações familiares, com um drama bem mais forte. Acho que nos livros, ou até mesmo numa série ou novela, obras mais extensas, fica muito mais fácil de abordar e dar o merecimento que essas histórias merecem.

    P.S.: Pedro tá solteiro?

  • KB

    Eu fiquei chateada com o Dumbledore em Relíquias da Morte, mas nunca cheguei a odiar. Eu tenho ele como um dos meus personagens preferidos da saga. Ele fez o que tinha que fazer, ele se apegou ao Harry, acho que até sofreu com o que ele teria que passar, mas não acho que ele foi uma pessoa totalmente ruim/egoísta. Sobre o site eu adorei o novo layout.

  • Nayara Sevciuc

    – Essa vinheta é muito sensacional. Quero pra sempre.
    – O novo layout do site está maravilhoso, o anterior era lindo também, mas eu prefiro esse, ta mais clean e o acesso às informações está mais fácil. Parabéns, ta mara.
    – Essa versão ilustrada está tão linda que até perdi o ar. Os cards e marcadores também ficaram lindos, os colecionadores já estão sofrendo, e nada calados.
    – Todo mundo salvou a imagem com o feitiço escrito pela Tia Jo e agora todos terão essa tatuagem. Não demora muito.
    – Por isso que eu amo esse fandom, um apoiando o outro, tão lindo.

    – Deu raivinha do Dumbledore conforme lia Relíquias da Morte, confesso.
    – Quanto ao amor de mãe representado na série, é interessante ver como esse amor pode ser representando de várias formas e algumas vezes de forma nada saudável. Molly mãe de todos, Lily deu a vida por seu filho, Narcissa foi submissa ao marido pra poder ficar perto e proteger o filho, Kendra prendeu a filha pra poder protege-la.
    – Pausa aqui pra comentar a tradução de HP. ‘Gerardo’ é muito tenso né, coloca Geraldo mesmo, Lia, pfvr.
    – Eu acho que essa forma de amor que o Dumbledore tinha pelo Grindelwald não era tão carnal, namoradinho, era mais por admiração e obsessão, tipo algumas(muitas) pessoas tem por celebridades lideres radicais e tal.
    – Concordo, Tia Jo ta demorando pra soltar histórias de Dumbledore. Ele não é um personagem secundário, as coisas que acontecerem com ele antes, quando jovem, refletiram em todas as escolhas dele.
    – Grindelwald não vai pra Azkaban, vai para Nurmengard.
    – Tratou como o Snape merecia.
    – Igor, aconteceu exatamente o mesmo comigo, como disse antes, deu um pouco de raiva do Dumbledore no decorrer do último livro, mas depois de debater com outras pessoas, reler o livro e tal, mudei um pouco de opinião.
    – Golpe baixo colocar o áudio da cena do Espelho de Ojesed.
    – Eu acho que a questão do Aberfoth culpar o Dumbledore, não é exatamente por ele ter acertado o feitiço que matou a Ariana, mas sim pelo fato de que, se o Dumbledore não tivesse conhecido e trazido Grindelwald para casa, essa luta talvez não tivesse acontecido e ela poderia estar viva.
    – Algumas das coisas que eu mais senti falta nos filmes foram as memórias que o Dumbledore mostra pro Harry em Enigma do Príncipe. Tem muita coisa nessas memórias que fariam as pessoas que não leram o livro e viram o filme mudar de opinião.

  • Henrique Tavares

    Richard Harris assim na capa foi right in the feels.