Harry Potter

Revelada a triste história de uma placa sobre Quadribol em um hospital infantil britânico

Escrito por Renato Delgado

Há 18 meses, foi colocada uma placa misteriosa em um hospital infantil em Bristol, na Inglaterra, que parecia vir diretamente do mundo de “Harry Potter”! Pouca gente sabia o que estava acontecendo, havia apenas suposições. Até que descobriram sua história.

Veja a placa e leia a seguir a tradução:

35148AF200000578-3632849-image-a-35_1465461091063

Dedicamos às crianças de Bristol os aros da Copa Mundial de Quadribol de 1998. Encantados por Adou Sosseh. Tenha um dia mágico!

Talvez vocês não se lembrem (foi uma informação escrita por Rowling no Pottermore em 2014), mas Adou Sosseh é o capitão da seleção de quadribol nacional do Senegal. O time perdeu o jogo final da Copa Mundial de Quadribol de 1998 para a equipe do Malawi.

A placa faz referência aos aros da escultura Lollypop-be-Bop, que foi colocada na frente do hospital em 2001, mas que, a princípio, não tinha nenhuma relação com “Harry Potter” (ou não planejava ter). Ela também é interativa: as crianças podem ligar e desligar as luzes dos aros de dentro do hospital através de um controle remoto.

_89823935_dsc_0057

Mas, de fato, elas se parecem bastante com os aros de quadribol. Com isso na cabeça, o ex-aluno da Universidade de Bristol Cormac Seachoy teve a ideia de colocar essa placa e bolou uma arrecadação para ajudar no seu pagamento, que é, inclusive, feita de bronze. Em novembro de 2014, depois que ela ficou pronta, ele foi ao hospital durante a noite e colocou. Cormac até tuitou sobre isso na época, mas pouca gente deu importância no dia:

Seachoy, assim como várias dessas crianças, lutava contra o câncer até falecer no ano passado. Seu amigo e “cúmplice”, James Carberry, contou à imprensa:

Ele sempre dizia como a escultura parecia com os aros de quadribol. Ele queria que as crianças do hospital pensassem que eles eram um presente dos bruxos. Nós nos encontramos do lado de fora do hospital e ele chegou com a placa, linda e de bronze, e um tubo de adesivo com super força usado em fábricas. [O problema era que não conseguiam abrir o tubo, então] ele me pediu para ir a um bar perto para pedir uma tesoura, fingindo que iríamos abrir uma pop-up shop [loja “instantânea” com promoções] virando a esquina. Nunca vou me esquecer do barman me olhando quando pedi uma tesoura, mas ele relutantemente concordou em me dar e assim conseguimos colocar a placa.

O hospital já se pronunciou sobre o assunto, dizendo que vai manter a placa, mas pede que, se outros “seres mágicos” quiserem colocar outras placas, eles devem pedir permissão antes, até para que os funcionários trouxas do hospital possam agradecê-las e mantê-las. Os responsáveis pela instituição completam: “A aparição desta placa foi um evento mágico e misterioso sobre o qual não sabíamos nada, mas temos certeza de que nossos pacientes e seus familiares vão apreciá-la”.

James comentou ainda que a decisão do hospital deixaria Cormac muito feliz:

Saber que as pessoas agora estão falando sobre a placa e que o hospital decidiu ficar com ela iria deixá-lo muito feliz. Ele não queria muita atenção por causa da placa, ele só queria fazer algo que fizesse as pessoas sorrirem quando estivessem entrando e saindo do hospital.

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato se envolve com sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.