Animais Fantásticos

Fotos de bastidores e matéria completa sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam na Empire

Escrito por Vinicius Ebenau

A revista britânica Empire divulgou hoje uma prévia da sua próxima edição. Entre as matérias, uma exclusiva sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam traz fotos inéditas dos bastidores do filme, além de conter entrevistas com o diretor David Yates e o elenco.

A edição está disponível hoje para assinantes e no dia 28 para o restante do público.

empire-AFeOH

Leia abaixo a tradução completa da matéria, que trás algumas novidades sobre a trama.

Reportagem sobre criaturas: os anos 20 estão literalmente
rugindo nesse épico spin-off de “Harry Potter”
Traduzido por Igor Moretto

Dentro de uma chique loja de departamento nova-iorquina, o inferno vem abaixo. Tina Goldstein (Katherine Waterston) acabou de ser arrastada pelo chão em uma velocidade arriscadíssima. Sua irmã, Queenie (Alison Sudol), se esconde em uma despensa, com um pote prateado em cima da cabeça. A seu lado está o padeiro Jacob Kowalski (Dan Fogler), assustado. Apesar de todas as evidências, a Empire não está vendo os personagens de Animais Fantásticos e Onde Habitam navegarem por uma liquidação, mas sim passarem por uma situação ainda mais estressante. Criaturas mágicas escaparam por toda a cidade, e algumas acabaram aqui, causando destruição em meio aos enfeites de Natal.

“Tem muita destruição acontecendo”, confirma Sudol quando a cena termina, agora sem o pote prateado na cabeça. Fogler conta mais: “Naquele momento eu estava sendo esmagado por um animal com tentáculos”, ele explica com um sorriso. “É uma criatura muito grande que come insetos, então Newt pediu para arranjarmos alguma coisa para ele comer. Eu venho do teatro, então amo essas coisas.”

O Newt em questão é o magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne), o herói desse aguardadíssimo spin-off de “Harry Potter” que se passa nos anos 1920. Ele e seus três amigos deparam-se com a formidável tarefa de recolher as criaturas que saíram acidentalmente de sua maleta, antes que o Central Park se transforme em um parque com um safári encantado. Redmayne, que esteve assistindo o caos na loja de departamentos do canto da sala, admite que sofreu com o fato das criaturas não estarem no set de filmagem. “Trabalhamos com a escala dos animais antes de começar a filmar”, ele diz. “Eu ficava contra um telão branco e eles os projetavam ao meu lado. Foi bem útil, porque eu tenho uma imaginação meio esnobe!”

Uma pessoa com uma imaginação muito boa é o diretor David Yates, que viu o zoológico invadir não somente a Grande Maçã, mas também seu sono. “Eu dirijo enquanto durmo”, o veterano de Potter ri, “e minha mulher odeia porque às vezes eu falo ‘Não, não, não, precisamos de um plano maior… Encontrarei outro plano…'” Por que contar carneirinhos quando se pode contar animais fantásticos?

Divisor de texto

Animais Fantásticos e Onde Habitam estreia em 17 de novembro no Brasil.

Sobre o autor

Vinicius Ebenau

Vinicius, infelizmente, não consegue se descrever bem. Tem como um de seus maiores sonhos reler Prisioneiro de Azkaban em menos de seis meses, e reassistir o filme sem dormir perto do final.