Animagos Filmes Harry Potter

[Coluna de Viagem] As locações de “Harry Potter” na Inglaterra | Oxford

Escrito por Luiza Zanferdini

Para quem quer sentir a série “Harry Potter” na pele, Oxford é o local certo. As três locações usadas na cidade ficam próximas umas das outras e, se você sair bem cedinho, dá para conhecer todas em um dia só.

A primeira que visitei foi a Christ Church, uma igreja do século 16 que fica bem no centro. Nela, filmaram algumas cenas em escadas e corredores para Harry Potter e a Pedra Filosofal. O pessoal sempre comenta que gravaram as primeiras cenas do Grande Salão no salão desta igreja, mas isto não é verdade. O salão serviu apenas de inspiração para a criação do Grande Salão de Hogwarts, já que no da igreja de verdade não caberia nem metade do elenco dentro.

A Christ Church vista de fora.

A Christ Church vista de fora.

No livro Harry Potter – Das Páginas Para a Tela, o produtor David Heyman chegou a declarar que as janelas do salão da Christ Church eram decepcionantes de tão pequenas, o que não serviria para uma escola tão grandiosa quanto Hogwarts.

Particularmente, eu gostei muito da Christ Church. Pisar naquelas escadas sabendo que o elenco inteiro já tinha passado por lá foi muito emocionante, e não posso negar que eu praticamente chorei. Para o verdadeiro fã da série, este é um ponto indispensável na sua passada por Oxford.

O salão usado como base para a crianção do Grande Sação de Hogwarts.

O salão usado como base para a criação do Grande Salão de Hogwarts.

No entanto, alguns colegas meus que não são fãs não acharam tanta graça na igreja, ainda mais porque para entrar é meio caro. De fato, se você não for lá pela série, ela acaba sendo apenas mais uma igreja antiga, muito bem construída e que você pagou muito caro para ver.

Depois de entrar na igreja, você pode ficar lá dentro quanto tempo quiser, mas dá para ver tudo com tempo de sobra em quarenta minutos em um dia muito cheio.

Detalhes das janelas e do teto das escadarias da Christ Church.

Detalhes das janelas e do teto das escadarias da Christ Church.

O segundo lugar que visitei foi a New College, e para ser sincera até agora não entendi direito como eu fui parar lá dentro. Queria ir para lá só porque serviu de locação de filmagem para os filmes (assim como quase todos os outros lugares que visitei aqui, para ser sincera) e todo mundo me disse que precisava pagar para entrar, mas eu não paguei.

Corredor do New College.

Corredor da New College.

A parte utilizada para as filmagens, na verdade, se chama New College Cloisters, que é tipo um convento (não sei direito o que era lá). Então não caiam na bobagem de pagarem para entrar na New College em si, porque não gravaram nada lá dentro.

Na New College Cloisters, filmaram o momento de Harry Potter e o Cálice de Fogo em que o professor Moody transforma Draco Malfoy em um furão e várias outras cenas nos corredores ao redor deste pátio. Eu fiquei muito emocionada (de novo) e praticamente chorei (de novo).

Na semana que eu fui estavam fazendo uma reforma, então eu não pude dar a volta completa pelos corredores do pátio, mas deu parar tirar muitas fotos por lá. É um lugar bem vazio, exceto por uns turistas perdidos e alguns fãs doidos da série. Até agora eu não sei se eu deveria ter pago para entrar naquela parte, porque quando eu entrei não tinha ninguém em lugar nenhum e fiquei sozinha lá por uns dez minutos até aparecer outra alma, mas aparentemente é de graça mesmo. Eu espero.

Eu dando uma volta no jardim onde cenas de Cálice de Fogo foram gravadas.

Eu dando uma volta no jardim onde cenas de Cálice de Fogo foram gravadas.

O terceiro lugar que visitei foi a Bodleian Library / Duke Humfrey’s Library, que são a mesma coisa. Não lembro direito por que tem dois nomes, mas isso não importa. O que importa é que filmaram várias cenas de Hogwarts aqui. Primeiro você entra na parte que serviu de cenário para a enfermaria da escola e também para aquela famosa cena em que a McGonagall dança muito esquisito com o Rony em Harry Potter e o Cálice de Fogo.

Depois você recebe dispositivos de áudio e uma guia te leva para a parte da biblioteca mesmo, onde filmaram a cena em que o Harry entra na seção restrita em Pedra Filosofal e muitas outras da biblioteca de Hogwarts. Nesta parte você não pode levar câmeras (ou seja, não pude tirar foto), nem entrar com bolsas ou mochilas. Eles colocam tudo em um baú antes do grupo do tour subir. Nós só pudemos ficar na entrada da biblioteca, porque turistas não têm permissão de entrar na parte de estudos para não atrapalhar os alunos nem danificar os livros, que são centenários.

Locação da Biblioteca Bodleian onde foram gravadas diversas cenas da série.

Locação da Bodleian Library.

A biblioteca é impressionante por muitos outros motivos além de ter servido de locação para os filmes, mas a guia não deixa de comentar sobre o fato. Ela contou que a fecharam por três dias para as filmagens, explicou de qual ângulo tudo foi filmado e comentou que, para os filmes, todos os emblemas da faculdade de Oxford que aparecem foram substituídos pelos de Hogwarts. No final, ela perguntou para o grupo qual era o lema de Hogwarts e quando eu respondi em latim ela ficou impressionada. Me senti especial por dois minutos!

Essa é a maior biblioteca universitária do mundo e eles recebem para a sua coleção quaisquer publicações de qualquer livro britânico, então, imaginem quantos livros tem aqui! Só de “Harry Potter”, a guia disse que têm edições em quarenta e oito línguas diferentes.

Porta da locação da Biblioteca Bodleian onde foram gravadas diversas cenas da série.

Porta da locação da Bodleian Library.

Como vocês já podem ter deduzido, eu fiquei muito emocionada nesses dois lugares também, e quase chorei. É quase bizarro você assistir o mesmo filme incontáveis vezes e depois pisar onde foi filmado. É surreal. Valeu cada segundo e cada centavo. Para quem não é muito fã isso parece besteira, mas aposto que alguns de vocês me entendem.

Comprei um guia dos locais de “Harry Potter” na Inglaterra em uma lojinha aqui e não recomendo. Foi super caro e contém algumas informações erradas. Por exemplo, nele diz que a cena em que filmaram o flashback do Snape em Harry Potter e a Ordem da Fênix foi filmada nos arredores de Oxford, mas na verdade o local fica a três horas de ônibus daqui.

Divisor de texto

Lista de endereços, preços e horários:

Christ Church

Endereço: St Aldate’s, Oxford OX1 1DP

Horários de abertura:

De segunda a sábado – 10h às 17h (sendo que o último horário que você pode entrar é 16h15, já que o tour completo demora em média quarenta minutos)

Domingo – 14h às 17h (última entrada 16h15 também)

Preços:

Adultos – £ 8,00

Estudantes – £ 7,00 (Não tenho certeza se só conta se você for estudante aqui na Inglaterra ou na Europa, ou se vale para estudantes do mundo inteiro)

Crianças (entre 5 e 17 anos) – £ 7,00

New College Cloisters

Endereço: Holywell St, Oxford OX1 3BN

Horários de abertura:

Todos os dias da semana – 11h às 17h

Preços:

(Aparentemente) Gratuito

Bodleian Library / Duke Humfrey’s Library

Endereço: Broad St, Oxford OX1 3BG

Horários de abertura:

Segunda a sexta – 9h às 19h

Sábado – 10h às 16h

Domingo – fechada

Preços:

Se você quiser entrar apenas na sala de exames (locação da enfermaria de Hogwarts), custa somente £ 1,00, mas se você quiser o tour completo, que inclui a “enfermaria” e a biblioteca, custa £ 6,00.

Sobre o autor

Luiza Zanferdini

Luiza se apaixonou por "Harry Potter" aos seis anos de idade e desde então a série vem guiando vários acontecimentos de sua vida. Atualmente tenta aceitar o fato de que pessoas que não são seus professores vão ler o que ela tem a dizer.

  • Larissa Andrioli

    luiza, descobri agora seus posts de viagem e tô amando, porque vou pra londres em agosto e estou programando meu roteiro. você tá me ajudando demais! uma dúvida: esses tours são todos pagos na hora ou existe algum lugar para comprar ingresso? obrigada 🙂

    • Luiza Zanferdini

      Que bom que gostou Larissa! Paguei todos no local mesmo, aí na christ church rola uma filinha, mas é tranquilo e ela anda bem rápido!
      Qualquer dúvida estou aqui 😀

  • Marcos Mattos

    Eu adorei a coluna, assim como a matéria da primeira. Incrível andar por esses lugares. Acho fantástico o que o cinema faz com as locações, espacos simples, mas que ganham uma conotação fantástica nas telonas. Ansioso pela WB Studios Tour. Parabéns Lu! o/

    • Luiza Zanferdini

      Obrigada! O objetivo é passar todas as informações da melhor forma possível para vocês 🙂