Animais Fantásticos

CRÍTICAS NACIONAIS a Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Vinicius Ebenau

Nesta notícia vamos publicar criticas de portais e sites brasileiros ao filme Animais Fantásticos e Onde Habitam. Se por acaso houver críticas com spoilers, vamos deixar marcado.

divisor

J.K. Rowling imprime tom adulto ao mundo mágico em Animais Fantásticos

Escrito por Natália Engler para o UOL

Apesar de não superar os melhores longas da franquia “Harry Potter” — como O Prisioneiro de Azkaban, dirigido por Alfonso Cuarón –, em seus melhores momentos, Animais Fantásticos consegue ser divertido, emocionante e até assustador, com uma trama envolvente e personagens bem construídos.

divisor

Animais Fantásticos e Onde Habitam mostra que mundo de Harry Potter cresceu

Escrito por Natália Bridi para o Omelete

Na escolha do desajeitado Newt Scamander como guia, Rowling encontrou uma forma de contrabalançar as imperfeições naturais de um primeiro filme, ganhando a experiência que pavimentará o caminho dos próximos quatro longas. Mais mundano que seu predecessor Harry Potter, Animais Fantásticos e Onde Habitam sutilmente apresenta o contexto dos EUA na época, com o pós-Guerra, a Lei Seca e a aproximação da crise financeira, para substituir a jornada do herói por um paralelo histórico que deve chegar à Segunda Guerra Mundial. O mundo bruxo cresceu.

Nota: 4 de 5

divisor

Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Giovanni Rizzo para o Observatório do Cinema

Animais Fantásticos é um filme que constitui algo novo a partir de inúmeros pilares conhecidos. Seja em termos cinematográficos, utilizando todas as referências que os anos 1920 poderiam conceder ao filme. Como também do próprio universo de Harry Potter, Animais Fantásticos formula um mundo novo a partir daquilo que já foi construído ao longo de seus oito filmes e sete livros, enriquecendo ainda mais aquele universo fantástico.

Nota: 3,5 de 5

divisor

Crítica 2 | Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Bruno Pinheiro para o Observatório do Cinema

Animais Fantásticos e Onde Habitam é um longa que resgata o sentimento dos filmes de Harry Potter apenas na sua abertura, propondo depois – apesar de se situar no mesmo universo – um mergulho em uma história totalmente diferente, sem fortes protagonistas e principalmente antagonistas. Um filme sem inquietude, mas que não deixa de ter suas qualidades.

Nota: 3,5 de 5

divisor

Animais Fantásticos e Onde Habitam não encanta como outros da saga

Escrito por Daniel Reininger para o Cineclick
(contém spoilers na crítica completa)

Animais Fantásticos e Onde Habitam não é capaz de capturar totalmente o clima mágico da franquia, apesar de ter boas cenas. […] Apesar de estar claro como a franquia deve seguir, fica difícil imaginar o motivo de voltar mais quatro vezes ao cinema para acompanhá-la nos filmes futuros.

Nota: 6 de 10

divisor

Animais Fantásticos e Onde Habitam supera até mesmo alguns filmes da saga Harry Potter

Escrito por Paula Ramos para o Poltrona Nerd

Ainda estou me recuperando psicologicamente do que acabei de ver. Eu, como fã do universo de J.K. Rowling desde os 7 anos de idade, estava mais do que ansiosa (contando os dias, chorando com os trailers, etc) para ver o novo filme da autora nos cinemas, Animais Fantásticos e Onde Habitam. E agora estou sofrendo por ter de esperar dois anos pelo próximo.

Nota: 5 de 5

divisor

Animais Fantásticos e Onde Habitam: mais uma prova do quão bem escreve J.K. Rowling

Escrito por Thiago Borbolla para o Judão

J.K. Rowling se mostrou uma ÓTIMA roteirista e, principalmente, conhecedora não só do próprio material como do público com quem fala, já que não tenta em momento algum, com a história, passar a mão na cabeça de ninguém. Animais Fantásticos, embora não seja uma sequência, segue muito bem de onde Harry Potter e as Relíquias da Morte parou, evoluindo junto com os fãs da saga do MENINO QUE SOBREVIVEU.

divisor

Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Cesar Gaglioni para o Jovem Nerd News

Animais Fantásticos e Onde Habitam pode ser definido como uma experiência que se encaixa de forma coesa no universo criado por Rowling e também abre muitas portas, com potencial de cativar uma nova geração de fãs que estão descobrindo a magia agora.

divisor

Crítica: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Carolina Malhado para o Agenda do Produtor

Animais Fantásticos é um ótimo filme para aqueles que, como eu, cresceram com as histórias de Harry Potter. E, tal como nos livros, o final dos deixa com aquela vontade de “quero mais”.

divisor

Animais Fantásticos volta a nos transportar para a imaginação de J.K.Rowling

Escrito por Pablo Villaça para o Cinema em Cena

Diferente da série Harry Potter por jamais se concentrar em personagens infantis ou adolescentes, Animais Fantásticos e Onde Habitam é um filme que, mesmo tendo o cuidado de contar uma história com começo, meio e fim, é inteligente o bastante para deixar pequenas pontas para explorar nas continuações e bom o suficiente para que desejemos vê-las o mais rapidamente possível.

Como é bom estar de volta.

Nota: 5 de 5

divisor

Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Raphael Camacho para o CinePOP

Ao longo dos intensos 133 minutos de projeção – que mal vemos passar – vamos acompanhando uma aventura sobre magia que conversa com o público da mesma forma entusiasmada que aconteceu com toda a franquia do bruxinho de óculos mais famoso da história do cinema.

Nota: 4,5 de 5

divisor

Com muita magia, o universo de Harry Potter está de volta em Animais Fantásticos e Onde Habitam

Escrito por Junno Sena para o Pizza de Ontem

Animais Fantásticos e Onde Habitam cumpre as expectativas que criou, fazendo com que o público possa olhar para os próximos quatro filmes com animação e não apenas como uma “forma fácil da Warner ganhar dinheiro”. O que temos aqui não é apenas entretenimento, mas atual (mesmo que ocorrido durante a segunda guerra) e que precisa ser debatido.

Nota: 4 de 5

divisor

O filme estreia em 17 de novembro no Brasil!

Sobre o autor

Vinicius Ebenau

Vinicius, infelizmente, não consegue se descrever bem. Tem como um de seus maiores sonhos reler Prisioneiro de Azkaban em menos de seis meses, e reassistir o filme sem dormir perto do final.

  • Talita Marques

    Fiquei com uma pulga atrás da orelha. Fui assistir ao filme hoje no cinema kinoplex Boulevard Brasília e estava tão escuro que eu e meu marido não conseguíamos ver detalhes de prédios e rostos dos personagens e nem as cores dos animais. Fizemos reclamação mas o gerente/ responsável (Marcelo) disse que o filme foi entregue escuro mesmo e que o formato 3D é assim. Vocês que assistiram é escuro mesmo ou eu estava certa na reclamação que fiz ao cinema? Não sei o que fazer…