Animais Fantásticos

Animais Fantásticos e a Segunda Guerra Mundial

Escrito por Luiza Zanferdini

“Animais Fantásticos” teria alguma ligação com a Segunda Guerra Mundial? Dois assuntos que me interessam muito parecem que finalmente se cruzaram. Venha divagar conosco sobre essa e outras questões parecidas que surgiram à respeito da série.

Todo mundo já viu pelo menos alguma teoria de que o personagem de Voldemort seria baseado em Hitler. O que faz muito sentido, já que o objetivo inicial do Lorde das Trevas era purificar a raça bruxa e acabar com a escória da sociedade, os sangues-sujos (ou sangues ruins). Qualquer um que não fosse sangue puro era caçado e torturado pelo bruxo das trevas e seus seguidores. Mas esta não é a única semelhança entre Hitler e Voldemort, já que os dois compartilhavam um fato irônico sobre suas origens. Hitler era austríaco, e não alemão, mas defendia a Alemanha e a raça ariana como se isso fizesse parte de quem ele era. Voldemort era mestiço, filho de pai trouxa e mãe bruxa, mas defendia a pureza de sangue como se ele mesmo fizesse parte deste grupo.

No entanto, quando Voldemort começou a agir, a Segunda Guerra Mundial já havia terminado, e é compreensível que talvez ele tivesse se inspirado nela, mas a guerra em si não influenciou diretamente nos fatos ocorridos no Mundo Bruxo em que o Lorde das Trevas buscava poder.

É aí que chegamos em “Animais Fantásticos”. O primeiro filme da série se passa em 1926, e como já sabemos, a série terá cinco filmes. Em uma pequena entrevista a Variety no tapete vermelho de Animais Fantásticos e Onde Habitam, J.K. Rowling afirmou que o arco dos filmes vai se passar ao longo de 19 anos, então faça as contas! O último filme se passa em 1945, ano em que terminou a Segunda Guerra Mundial, o que nos leva a entender que pelo menos parte da história se passará durante a guerra, que começou em 1939.

Rowling poderia explorar isto nos filmes, pois a guerra envolveu, além de outros países, a Inglaterra e a Alemanha. O nome Grindelwald vem de uma vila da parte alemã da Suíça, então é possível que haja alguma ligação do vilão com a Alemanha. Talvez seja apenas viagem minha, mas duvido um pouco, já que J.K. é cheia de batizar personagem com nomes que fazem referência a quem eles são (como Lupin, que significa lobo em latim, e Sirius, que é o nome da maior estrela da constelação Canis Major, se referindo a um cachorro grande).

A busca pelo “bem maior” de Grindelwald e sua crença na supremacia dos bruxos sobre os trouxas são alusões às ideias de Hitler, que acreditava na supremacia da raça ariana sobre o resto do mundo. Haveria aí uma influência direta da Segunda Guerra Mundial no Mundo Bruxo. Será que os bruxos, de certa forma, participaram da Segunda Guerra Mundial? Será que a Segunda Guerra foi uma combinação entre a guerra trouxa e a guerra bruxa? J.K. Rowling teria muito espaço para envolver as duas histórias de uma forma interessante.

E, finalmente, o questionamento que me levou a fazer toda essa pesquisa: Jacob Kowalski era judeu? Não lembro onde vi isso ou por que pensei que ele fosse, só sei que, pesquisando, descobri que Kowalski é um sobrenome de origem polonesa. Antes da Segunda Guerra Mundial, a Polônia era uma das cidades que concentrava o maior número de judeus na Europa.

Se a família de Jacob ainda vivesse na Polônia e fossem de fato judeus, é possível acreditar que ele tentaria ajudá-los a fugirem para a Inglaterra sãos e salvos. Ou então, talvez, a história explore o assunto de outra forma, colocando o personagem em sérios problemas. Sendo judeu, é mal visto por parte da sociedade trouxa mundial e, sendo trouxa, é mal visto pela sociedade bruxa americana. Neste caso, ele seria o maior deslocado da história, por não se encaixar nem ser bem aceito em nenhuma das sociedades.

Talvez as referências à Segunda Guerra tenham um impacto muito grande na história, ou então sejam apenas sobre Jacob encontrar seu lugar no mundo. A questão é que, muito provavelmente, “Animais Fantásticos” terá alguma coisa a ver com esta guerra.

Se você é um estudante de história, que entende muito melhor do assunto do que eu, comente abaixo se eu deixei passar algum ponto importante sobre a guerra que possa se encaixar na história! E se você não estuda história, deixe nos comentários sua opinião sobre esta teoria!

Sobre o autor

Luiza Zanferdini

Luiza se apaixonou por "Harry Potter" aos seis anos de idade e desde então a série vem guiando vários acontecimentos de sua vida. Atualmente tenta aceitar o fato de que pessoas que não são seus professores vão ler o que ela tem a dizer.

  • João Pedro Bueno

    Grindelwald é Hitler. Voldemort é Trump. E JK uma vidente que conseguiu de forma muito sábia passar diversas lições a respeito do assunto pro mundo, principalmente com Animais Fantásticos agora em que temos a ascensão do atual ridículo e cruel presidente americano. Não era nem pras sagas serem continuadas… ela tirou forças pra voltar, e logo ele conseguiu a presidência. Tem muita coisa mística e espiritual nas histórias de Harry Potter, inclusive o termo “bruxo” equivale a muitos conceitos de mediunidade e é “aquele que traz a luz”

    • Luiza Zanferdini

      que legal joão! nunca pensei nisso do Trump

  • Denei Filth

    materia deliciosa, realmente… teoria interessante, esse papo da 2 guerra, eu lembro que quando eu estudava ela na escola, eu percebi logo de primeira, muitas e muitas semelhanças entre as guerras bruxa do Lord das Trevas e com a segunda guerra trouxa

    • Luiza Zanferdini

      obrigada! muito legais essas ligações né?