Animais Fantásticos Os Crimes de Grindelwald

Alvo Dumbledore, Galateia Merrythought e a polêmica sobre quem ensinou D.C.A.T.

Imagem promocional de "Os Crimes de Grindelwald": Dumbledore (Jude Law) se apoia numa mesa da sala de Defesa Contra as artes das trevas. Ele usa um terno sem paletó. Ao fundo, uma pessoa do ministério da magia
Escrito por Luiza Zanferdini

Com o novo trailer de Animais Fantásticos: os Crimes de Grindelwald, tivemos a confirmação de que Dumbledore será, pelo menos em algum momento da sua vida em Hogwarts, professor de Defesa contra as Artes das Trevas (D.C.A.T.), informação até o momento completamente inédita, já que se acreditava que ele havia ensinado apenas Transfiguração.

Em uma cena de flashback, Dumbledore ensina a Newt Scamander e seus colegas o feitiço para repelir bichos-papões, o Riddikulus. Essa cena se destaca por, além de ser quase idêntica à que ocorre em O Prisioneiro de Azkaban, na qual o professor Lupin ensina Harry e seus amigos o mesmo feitiço, também dar a entender que o professor estava dando aula de Defesa Contra as Artes das Trevas (fato comprovado posteriormente em entrevista com Jude Law, ator do personagem).

Foto promocional de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald. Na imagem, Dumbledore ensina um jovem Newt. A sala está repleta de alunos ao fundo.

Foto promocional de “Os Crimes de Grindelwald”

Muitos fãs já suspeitavam que Dumbledore seria colocado como professor de Defesa Contra as Artes das Trevas (doravante D.C.A.T.) em “Animais Fantásticos” devido à sala em que ele está numa foto promocional e numa cena em que ele é visitado por pessoas do Ministério no começo do teaser trailer do novo filme. A aparente discrepância com o cânon de “Harry Potter” já começou a gerar muita confusão a partir daí.

Após a leitura de um texto do site Mugglenet, que contém um levantamento de informações históricas sobre o passado de Dumbledore e da disciplina de D.C.A.T., venho aqui ajudar a desmistificar um pouco essa linha do tempo.

Em primeiro lugar, é necessário situar especificamente os anos em que se passam a história de “Animais Fantásticos” e em quais os flashbacks do segundo filme serão ambientados.

  • Animais Fantásticos e Onde Habitam acontece em 1926. O longa se passa anos depois de Newt ter trabalhado no Ministério da Magia. Essa transição acontece em 1918, quando um editor encomenda um livro a ele. Ao longo desses 8 anos, Newt possivelmente viajou o mundo para catalogar as criaturas mágicas.
  • Até o momento, o que sabemos sobre o intervalo entre o primeiro e o segundo filme é que ele se passa poucos meses depois dos acontecimentos do primeiro filme (que aconteceu durante o Natal de 1926), assim, imagina-se que acontece em 1927 e Newt estará em vias de publicar a primeira edição de Animais Fantásticos e Onde Habitam, ou acabou de fazê-lo.
  • Sabemos que o filme terá a presença de flashbacks (fato confirmado no trailer, no qual vemos o jovem Newt). Pelas declarações e testes de elenco divulgados, além de aparecer cenas com Newt jovem, também teremos com Dumbledore adolescente.
  • Newt Scamander nasceu em 1887, o que significa que ele começou a estudar em Hogwarts em 1908. A aula em que os alunos são ensinados a repelir um bicho-papão deve acontecer durante o terceiro ano. Assim, Dumbledore ensinava D.C.A.T. pelo menos em 1910.
Cena de "Animais Fantásticos: os Crimes de Grindelwald" em que Dumbledore ensina a Newt e seus colegas o feitiço "Ridikulus"

Cena presente no trailer de “Os Crimes de Grindelwald”

  • O segundo filme também terá uma cena em que Dumbledore está na mesma sala, a de D.C.A.T., e é visitado por membros do Ministério (incluindo Teseu Scamander, irmão de Newt, na mesma idade que ele terá no segundo filme e interpretado por Callum Turner).
Alvo Dumbledore em 1927 na sala de aula de Defesa Contra as Artes das Trevas. Ele está apoiado numa mesa e, ao fundo, vemos duas pessoas do Ministério.

Cena presente no trailer de anúncio de “Os Crimes de Grindelwald”

Assim, podemos concluir grosso modo que, pelo menos entre os anos de 1910 e 1927 (17 anos), Dumbledore ensinava D.C.A.T. em Hogwarts.

Primeiro problema | Dumbledore era professor de Transfiguração antes de ser diretor

Para explicar esse problema, é necessário alinhar o que temos como informações prévias aos filmes de “Animais Fantásticos”, sobretudo informações dadas por Voldemort em passagens de A Câmara Secreta e O Enigma do Príncipe. Acompanhe abaixo a sequência de informações que levam a esses dados:

  • Tiago e Lílian Potter morreram no dia 31 de outubro de 1981, quando Harry tinha um ano de idade.
  • Harry Potter e a Câmara Secreta se passa entre 1992 e 1993 (no geral, o ano letivo na Inglaterra começa em setembro e termina no meio de julho), quando Harry tem 12 anos.
  • Em Harry Potter e a Câmara Secreta, Hermione menciona que a câmara havia sido aberta pela última vez 50 anos atrás, e que Tom M. Riddle recebeu um prêmio por serviços prestados à escola, também há 50 anos. Isso significa que os dois eventos ocorreram no ano letivo entre 1942 e 1943.
  • O Tom Riddle daquela época, que estava preservado no diário, diz que o único professor que acreditou que Hagrid fosse inocente foi o de Transfiguração, Dumbledore.
Cena de "A câmara secreta" em que Tom Riddle acusa Hagrid de ser o responsável pelo monstro da câmara.

Cena de “A Câmara Secreta”

Com esses dados, temos a certeza de que, pelo menos em 1943, Dumbledore era professor de Transfiguração. Ao se referir a Dumbledore como “o professor de Transfiguração”, sem nenhum complemento como “o novo professor de Transfiguração” ou “o professor substituto”, Tom Riddle acaba deixando subentendido que, durante seu período escolar (que aconteceu de 1937 até 1945), Dumbledore ministrou Transfiguração regularmente.

Até então, tudo faz sentido, já que é possível, sim, que Dumbledore tenha ensinado D.C.A.T. e deixado para dar aulas de Transfiguração. Analisando o que sabemos da estrutura do corpo docente de Hogwarts a partir dos anos 90, parece muito incomum que professores troquem as matérias que ensinam. Contudo, isso já aconteceu explicitamente na série em duas ocasiões:

  1. Quando Snape troca Poções por D.C.A.T., em 1996. Essa troca só ocorreu devido a circunstâncias e fatores muito específicos, o que mostra que aquilo foi uma exceção. No geral, os professores de Hogwarts costumam ensinar a mesma matéria durante todo o seu período letivo lá.
  2. Alguns fãs teorizam (e, convenhamos, o livro deixa a entender isso) que, antes de Harry começar seu primeiro ano em Hogwarts, o professor Quirrell já era professor de D.C.A.T. Obviamente, isso vai contra o que descobrimos nos livros seguintes (a respeito de o cargo ser amaldiçoado). Em uma live realizada pela Bloomsbury em 2007, J.K Rowling declarou que Quirrell era professor de Estudos dos Trouxas por mais de um ano antes de assumir a disciplina de D.C.A.T.

Os motivos que levaram Quirrell a trocar as matérias são desconhecidos. Pessoalmente, acredito que tenha algo a ver com ele ter sido “possuído” por Voldemort depois da sua viagem à Albânia. No entanto, como o cargo era amaldiçoado, o professor de D.C.A.T. anterior poderia apenas ter sido demitido por algum motivo, e, como Dumbledore não encontrou outro, teve que colocar Quirrell no lugar e encontrar um substituto para Estudos dos Trouxas. Uma terceira opção é que algo estranho aconteceu em Hogwarts, o que fez com que a troca tivesse de acontecer.

Assim, depreende-se que a troca de disciplinas, embora rara, aconteçam em Hogwarts, o que nos leva à segunda peça desse quebra-cabeça temporal:

Segundo problema | Mas sabemos quem ensinava D.C.A.T. desde 1900!

Muitos fãs surgiram com a comprovação de que Dumbledore ser professor de D.C.A.T. trata-se de um erro de continuidade porque descobriram quem possivelmente dava aula durante o tempo analisado (1910 a 1927). Trata-se de uma professora que provavelmente você não vai lembrar, porque só é mencionada uma vez durante os sete livros: Galateia Merrythought.

Será? Vejamos:

  • Tom menciona que a câmara foi aberta em seu quinto ano em Hogwarts. Pelo que já discutimos neste texto, isso aconteceu em 1943. Portanto, ele se formou em 1945.
  • Ao terminar os estudos, em 1945, ele se candidatou à vaga de professor de D.C.A.T., posto que era ocupado pela velha professora Galateia Merrythought, que, de acordo com uma informação de O Enigma do Príncipe, estava em Hogwarts há quase 50 anos.

É aqui onde os fãs se confundem. Até o lançamento do novo trailer, a suposição era a de que Merrythought ensinou apenas D.C.A.T., e Dumbledore apenas Transfiguração, de forma regular, durante todo o período em que foram professores em Hogwarts.

Contudo, em nenhum momento no livro é dito que Galateia Merrythought passou os 50 anos em Hogwarts dando aula de D.C.A.T., apenas que, em 1945, esse posto era ocupado por ela.

Dessa forma, é possível concluir que, nessa questão, não houve nenhum erro de continuidade até o momento.

Para resumir:

  • Galateia Merrythought ensina em Hogwarts desde, pelo menos 1900. Em 1945, ela é a professora responsável pela disciplina de D.C.A.T. É deixado implícito que ela não era tão nova no posto quando Tom Riddle pediu sua vaga, mas ainda assim é possível que ela seja nova na matéria.
  • Dumbledore dava aula de D.C.A.T. pelo menos entre 1910 e 1927. Ao menos entre 1937 e 1945, ele era responsável por ministrar Transfiguração.

O que aconteceu entre 1927 e 1937 que fez com que Dumbledore trocasse de disciplinas é desconhecido, mas deverá ser abordado ao longo da série de cinco filmes, que deverá findar no ano de 1945, de acordo com declarações de Rowling.

A verdadeira questão é determinar se é apropriado ao cânone Dumbledore ensinar D.C.A.T. O que podemos esperar é que haja algum tipo de explicação em Animais Fantásticos: os Crimes de Grindelwald do porquê dessa troca e que não tenha acontecido apenas para gerar uma referência barata a uma cena icônica do terceiro filme ou para criar um fanservice [quando a produção introduz elementos na história porque sabe que vai agradar o público].

O filme Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald estreia no Brasil no dia 15 de novembro de 2018. Enquanto isso, deixe nos comentários sua opinião sobre essa polêmica! Concorda? Acha que a conclusão está errada? Conte-nos aí!

Sobre o autor

Luiza Zanferdini

Luiza se apaixonou por "Harry Potter" aos seis anos de idade e desde então a série vem guiando vários acontecimentos de sua vida. Atualmente tenta aceitar o fato de que pessoas que não são seus professores vão ler o que ela tem a dizer.

  • Larissa

    Pelo que eu sei o professor Quirrel antes de ser professor de Defesa Contra as Artes das Trevas,foi professor de Estudo dos Trouxas.