Animais Fantásticos

McGonagall em Os Crimes de Grindelwald está de acordo com o canon – Atualizado

Foto de McGonagall olhando para cima assustada e segurando o chapéu.
Escrito por Igor Moretto

Já aconteceu com Dumbledore e está acontecendo de novo! A presunção dos fãs e o apego às informações derivadas dessa presunção fizeram com que a gente gritasse, esperneasse e xingasse muito no Twitter quando ficamos sabendo da presença de Minerva McGonagall em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald.

Teve gente afirmando coisas que não estão escritas pra justificar a revolta. Teve gente chamando a J.K. Rowling de louca. Teve gente pedindo pra Disney comprar a franquia e tirá-la das mãos da autora. Tudo isso por causa de uma presunção.

A dedução do nascimento de McGonagall

“Minerva McGonagall, nascimento em 4 de outubro de 1935”, diz a página da Wikipédia sobre a personagem. A fonte? Dedução.

Quando a professora Umbridge interroga McGonagall em Harry Potter e a Ordem da Fênix, o seguinte diálogo acontece:

— Há quanto tempo você está ensinando em Hogwarts? — perguntou a Profª Umbridge.

— Trinta e nove anos, agora em dezembro — respondeu McGonagall bruscamente, fechando sua bolsa com um estalo.

Os fãs pegaram esse trecho em que McGonagall diz que trabalhou em Hogwarts por 39 anos e deduziram que, se a cena se passa em 1995, logo McGonagall trabalhou na escola desde 1956, ininterruptamente, até aquele ano, já que 1995 – 39 = 1956. É uma conta simples de subtração.

Mais tarde, J.K. Rowling publicou um texto sobre a professora no Pottermore que contava que, no ano seguinte de sua graduação em Hogwarts, McGonagall começou a trabalhar no Ministério da Magia, cargo que ocupou por dois anos antes de ser contratada para trabalhar em Hogwarts.

Então, se depois do sétimo ano em Hogwarts, com 18 anos, McGonagall entrou para o Ministério e, dois anos depois, ingressou em Hogwarts, quer dizer que ela tinha 21 anos em 1956. Logo, 1956 – 21 = 1935.

Premissa errada

O problema é que a premissa deste cálculo está errada! Não sabemos se os 39 anos de trabalho em Hogwarts são consecutivos ou não, e, com o que sabemos agora com Os Crimes de Grindelwald, tudo indica que não.

Em Os Crimes de Grindelwald, vemos McGonagall trabalhando em Hogwarts em 1910 e 1927. Se considerarmos que isso é verdade, e que ela trabalhou durante todo esse tempo lá, então quer dizer que 17 dos 39 anos estão relatados neste filme, e que, portanto, não podem ter acontecido consecutivamente aos anos que levaram a 1995. É preciso haver um hiato.

Os 46 anos de hiato

Vemos no filme que Dumbledore é impedido de continuar dando aula de Defesa Contra as Artes das Trevas no ano de 1927. Sabemos que depois, quando Tom Riddle está em Hogwarts, Dumbledore dá aula de Transfiguração. Podemos deduzir então que a mudança de cargo (de DCADT para Transfiguração) aconteceu em 1927. É muito provável que, porque Dumbledore agora volta ao cargo de Transfiguração, McGonagall perca sua função e saia de Hogwarts.

Subtraindo os 22 anos, que é a quantidade de anos que faltam para os 17 virarem 39, de 1995, chegaremos a 1973. Isso sugere que McGonagall ficou 46 anos fora da escola. Nossa hipótese é que, inicialmente, McGonagall lecionou em Hogwarts de 1910 a 1927, e que, depois de um hiato de 46 anos, retornou em 1973.

O retorno

Mas por que McGonagall teria retornado a Hogwarts? De acordo com um trecho de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, foi por volta de 1973 que Dumbledore virou diretor de Hogwarts. Veja o trecho em que Lupin explica como conseguiu ingressar na escola mesmo sendo um lobisomem:

Eu ainda era garotinho quando levei a mordida… Mas, então, Dumbledore se tornou diretor e ele se condoeu.

Ou seja, quando Dumbledore deixou seu posto como professor de Transfiguração, perto dos 11 anos de Lupin (final de 1971), para virar diretor, ele precisou de alguém para substituí-lo. E quem melhor do que sua velha amiga Minerva McGonagall, que inclusive já havia feito esse trabalho, para tomar para si o cargo?

O que há no canon que pode corroborar essa hipótese?

É dito no livro digital Histórias de Hogwarts: Proezas, Percalços e Passatempos Perigosos, que contém adições sob o texto original do Pottermore, que Tom Riddle não teve McGonagall como sua professora, e isso se encaixa com o fato de Dumbledore ser seu professor de Transfiguração. Se Riddle nasceu em dezembro de 1926, então seus anos em Hogwarts começaram em 1938 e acabaram em 1945. Esses anos fazem parte do hipotético período de hiato de McGonagall.

No mesmo texto, Rowling revela que Tiago e Lílian haviam sido alunos de McGonagall. Se os dois nasceram no meio de 1960, então o ano do ingresso dos dois na escola seria 1971. McGonagall não estava lá, mas estaria a partir do terceiro ano do casal.

Algumas informações corriqueiras também indicam que talvez McGonagall seja muito mais velha do que imaginávamos. Por exemplo, a forma como Madame Pomfrey comenta sobre seu estado de saúde em Ordem da Fênix, depois dela ser estuporada:

Foi transferida para o St. Mungus hoje de manhã. Quatro Feitiços Estuporantes no peito na idade dela? É de admirar que não tenha morrido!

Hermione também comenta o fato:

[M]as a coitada da Profª McGonagall… quatro ataques diretos no peito, e ela não é mais jovem, não é?

Se McGonagall tivesse mesmo nascido em 1935, ela teria 60 anos, idade em que os bruxos ainda estão consideravelmente jovens, já que vivem mais que os trouxas.

Novamente em Histórias de Hogwarts: Proezas, Percalços e Passatempos Perigosos, Rowling diz que McGonagall foi uma das poucas pessoas que sabiam quão terrível tinha sido para Dumbledore decidir lutar e derrotar Grindelwald. Se a professora tivesse nascido em 1935, ela teria apenas 10 anos na época do acontecido, em 1945.

Conclusão

Apesar de alguns pontos provarem que sim, J.K. Rowling sempre pensou em Minerva McGonagall como uma pessoa mais velha do que os fãs sugeriam, esses pontos são desnecessários aqui. A questão não é se ela planejou uma aparição da professora em “Animais Fantásticos” há vinte anos, e sim se essa aparição se encaixa com o canon até aqui disponível para nós. E sim, se encaixa.

Muita coisa ainda vai ser mal interpretada, deduzida e, por fim, desmascarada, no decorrer do lançamento dos filmes da nova série, e nosso dever é nos manter sempre alerta e fugir da histeria que essas informações impressionantes causam a primeira vista.

Rowling não está louca, e muito menos perdendo o controle sobre o canon. Ela sempre esteve certa. Errados fomos nós, que acreditamos em suposições e deduções matemáticas simplistas enxergadas com olhos estreitos e cínicos.

Atualização

O visitante Rodolpho Carvalho nos chamou a atenção em um comentário para um trecho de Harry Potter e as Relíquias da Morte onde McGonagall aparece em Hogwarts em 1971, sendo que na hipótese do texto ela só volta pra escola em 1973.

Estamos quebrando a cabeça para repensar essa questão na nossa análise. Não se trata apenas de uma teimosia em aceitar que todo o pensamento está errado, mas sim no pensamento de que pode existir um dado mal interpretado da nossa parte.

Acreditamos que essa reinterpretação dos fatos, trabalhada neste texto, responde a outras questões além do problema “McGonagall em Os Crimes de Grindelwald”: o fato de, com o pensamento anterior, existirem dois professores de Transfiguração concomitantemente em Hogwarts (Dumbledore e Minerva).

Se Minerva tivesse entrado em Hogwarts em 1956, se passariam 17 anos em que o cargo de professor de Transfiguração estaria ocupado tanto por ela quanto por Dumbledore. Ou seja, nem a hipótese anterior se encaixaria aqui, pois em Hogwarts não se costuma ter mais de um professor em cada matéria. O único caso, como alertado por visitantes nos comentários, é o da professora Trelawney e do centauro Firenze. O caso das aulas de Adivinhação, no entanto, é uma anomalia, já que Firenze continuou na escola por ter sido jurado de morte pelos outros centauros caso voltasse à Floresta Proibida.

Voltaremos com mais atualizações assim que encontrarmos mais peças desse quebra-cabeça.

Este texto existe por causa da matéria original do Hypable, “When was McGonagall born?“.

Sobre o autor

Igor Moretto

Igor já trabalhou como tradutor de conteúdo em diversos sites. Hoje, formado em Produção Audiovisual, procura alimentar o Animagos com novidades e é responsável pelo podcast mensal.