Podcast

Podcast Animagos #4 – Maletas Com Animais e Monstros

Escrito por Igor Moretto

Mais uma semana assustadora nos jogou novidades na cara. Os tiros nunca chegaram tão rápido. Imagens, sinopse, descrições dos personagens, maletas extensivas, trama, e as outras coisas. Animais Fantásticos e Onde Habitam e a Warner Bros. finalmente começaram sua promoção, e é disso que falamos nesse episódio; além de outros assuntos e brincadeiras.

Comentamos a sinopse e todas as novidades do filme, damos nossas opiniões sobre as outras obras de J.K. Rowling, e fazemos brincadeiras divertidas que parecem ter dado certo… Os anfitriões Igor Moretto (@igorzets) e Renato Delgado (@nato_delgado) se juntam aos convidados Pedro Martins (@ImPedroMartins) e Marina Anderi (@MarinaAnderi) do PotterishNayara Sevciuc (@GingerPygmyPuff) do Clube do Livro Letters e João Victor Boarato (@winkybebadinha) para discutir também sobre a acessibilidade da peça Harry Potter and the Cursed Child, que deu o que falar desde o último episódio.

O podcast foi dividido em duas partes e está disponível para download no formato MP3, logo abaixo. Os dois também estarão no iTunes, então você poderá escutá-los no seu iPhone, iPod ou iPad através do aplicativo Podcasts. Caso prefira, utilize os players abaixo!

PARTE A

(Leitura de comentários e notícias)

Faça o download do .mp3 da parte A aqui (botão direito, salvar link como…/salvar link).

PARTE B

(Assuntos principais: Animais Fantásticos,
Cursed Child e J.K. Rowling pós-“Harry Potter”)

Faça o download do .mp3 da parte B aqui (botão direito, salvar link como…/salvar link).

Deixem seus comentários abaixo, ou enviem no nosso Twitter e Facebook para que a gente leia no próximo episódio!

Sobre o autor

Igor Moretto

Igor já trabalhou como tradutor de conteúdo em diversos sites. Hoje, formado em Produção Audiovisual, procura alimentar o Animagos com novidades e é responsável pelo podcast mensal.

  • Julia Alencar

    Oi, gente! Só soube recentemente do podcast (da próxima vez mandem email pra mim também hauaha). Ouvia todos lá no outro site e agora vou ficar sempre de olho aqui pra não perder mais, são ótimos, parabéns a todos vocês.
    Sobre o último podcast, faz um tempinho que eu ouvi então só vou comentar um pouquinho as coisas que eu lembro que vocês falaram. A acessibilidade de Cursed Child é o maior dos meus problemas no momento, eu realmente espero que eles tenham alguma coisa em mente que torne a peça mundial de alguma forma, apesar do que o carinha lá falou. Ainda mais se eles forem tratar como o Oitavo Harry Potter não podem deixar de fora quem viveu, e continua vivendo, durante anos (14 no meu caso) os outros sete. Mas pelo menos temos Animais Fantásticos. Estou bastante curiosa com os personagens, principalmente do Ezra e do Dan, mas muuuito mais curiosa com a maleta e como é que vai funcionar isso.
    Sobre as outras obras da JK, Morte Súbita eu li assim que lançou e amei! Foi completamente diferente do que a Rowling tinha escrito até o momento e acho que esse livro serviu pra deixar bem claro que ela não seria uma autora de uma história só. A minissérie foi bem ruinzinha mesmo, senti falta de muita coisa. A Sukhvinder(?) por exemplo, acho que ela tem uma história legal e na série parece que ela nem tá lá. Agora Cormoran Strike já li os dois primeiros, acho que o segundo melhorou bastante em relação ao primeiro que já é ótimo, mas lendo o bicho da seda eu ficava meio gente????? e pelo que já vi sobre o terceiro é melhor ainda, quero ler o mais rápido possível.
    Por último, adorei os joguinhos, eu também mataria o Harry só porque ele é muito chato. Mas a melhor coisa do podcast mesmo foi vocês falando da Taylor <3 aushuashaus.
    Então, é isso. Tchau 🙂

  • Thiago Fernando

    Olá! no que se refere a discussão suscitada sobre como são chamados os não bruxos, acredito que deve ser considerado que se estar a falar de países diferentes, com culturas diferentes o que ocorre também com o Brasil e Portugal e tantos outros países que embora falem a mesma língua, não dificilmente tratam algo em comum por nomes distintos, a exemplo disso temos diversos termos em toda a série Harry Potter que aqui no Brasil conhecemos por um nome e em Portugal por outro. Então não me parece nada estranho que na Inglaterra seja “muggle” e nos EUA, “No-maj”. Temos no nosso português brasileiro a Travessa do Tranco e no português de Portugal a Rua Bativolta. Pensemos que se Harry fosse construído no Brasil ou em Portugal, também nestes dois países, naturalmente, teríamos tantas outras divergências, também se teria nos países Latino-americanos de fala espanhola e na Espanha. Assim, humildemente, não vejo motivo para se discutir o porquê em Londres se chame de uma forma e em Nova Iorque de outra (pelo menos não sob o prisma que a discussão foi suscitada no último podcast). Afinal, como dito anteriormente são países diferentes, culturas diferentes, continentes diferentes.
    Superando essa questão, gostaria de parabenizar a todos pela maneira divertida e informativa como foi conduzido o podcast, inclusive quero pedir-lhes que por favor chamem a Nayara novamente.

    Cordial Abraço

  • Pingback: "A palavra 'muggle' com certeza estará em Animais Fantásticos", diz Eddie Redmayne - Animagos()

  • Henrique Tavares

    As referências sobre Animais Fantástico que me estão vindo à cabeça:

    Ghostbusters: um mundo secreto é exposto ao povo de Nova York após uma catástrofe quando os seres fogem para o mundo comum;

    Legend of Korra: quatro amigos (um sem poderes) enfrentam um grupo sem poderes que quer exterminar aqueles que têm poderes para deixar todo mundo em pé de igualdade.

    Jurassic Park: Muitos bichos selvagens em um lugar só, mas o local não é muito seguro e o mais ameaçador deles escapa!

    Pokémon: o protagonista sai pelo mundo conhecendo e coletando seres incríveis que são variações com poderes dos animais comuns que conhecemos.

  • Pingback: Cursed Child, obviamente, bate recorde de bilheteria no Reino Unido - Animagos()

  • Gisele Oliveira

    Olá! Primeiramente, gostaria de parabenizar o Igor Moretto pela rapidez na edição. Embora eu não entenda nada do assunto, o pessoal que é da área sempre fala que é algo demorado e trabalhoso, logo, ou o Igor é um ninja da edição, ou ele realmente não teve muito o que fazer nesse meio tempo rs.
    Gente, a JK já não escreveu algo sobre o feitiço indetectável de extensão no Pottermore? Lembro de já ter lido sobre isso, ele aumenta o espaço interior das coisas sem, contudo, aumentar o exterior e o peso, logo, o Newt poderia carregar tranquilamente sua maleta, já o tamanho da parte interior acho que depende do quão “forte” será o feitiço lançado, pelo senso comum quanto maior, mais difícil né. Outra coisa importante de lembrar é que o uso desse feitiço é controlado pelo ministério da magia. Pelo que entendi, deve ser algo aprovado e registrado pelo ministério, mais ou menos como a questão dos animagos, porém, aparentemente ninguém faz isso (haha), a bolsa da Hermione e a barraca que o Arthur Weasley usa na copa de quadribol (que na verdade é de um amigo dele, funcionário do ministério) são ilegais! Resta especular se a maleta do Newt também é ilegal. E sobre como ele tem acesso aos diferentes habitats imagino que seja através de formas diferentes de abrir,ou com chaves diferentes, sei lá. Lembram do baú do Moody? Ele tinha 7 fechaduras e cada uma abria um compartimento, então se a JK quiser seguir o que já tem no canon com certeza será isso.
    Esse figurino do Newt me lembrou demais o figurino do 11º doctor (da série Doctor Who), inclusive, tem até a perninha cambota também kkk…e o ar “estabanado” que ele deve ter também é uma característica do 11º doctor, não foi a toa que o Matt Smith foi cogitado para o papel!
    Eu nunca li nada da Jk Rowling fora de HP, podem me julgar kkk…tenho muita vontade de ler esse novo romance dela, mas só porque vejo muita gente elogiando, porque, na verdade, eu também não sou fã de tramas policiais, detetives, etc, mesmo Sherlock Holmes que é um clássico do gênero não conseguiu me prender. Além disso, ela disse que pode escrever mais de 7 livros, PQP! Apesar disso, vou confiar em vcs e dar uma chance hein!

  • Gustavo Borella

    Aeww mais um podcast com pessoas que eu adorooo. Percebi que todo dia fico esperando por podcasts novos kkk.

    Adorei o podcast, mais uma vez vocês foram engraçados e críticos ao mesmo tempo.
    Sobre o logo, eu gostei muito e também estou super ansioso pelo filme.
    Sobre a peça, sinceramente, fiquei desanimado quando soube que não vai ser gravado e lançado, pois eu penso que, se eu não vou poder ir pra Londres e assistir, se vir para cá e não for com o elenco original, não vai ser a mesma coisa.

    Ainda não li os livros do C. Strike, mas quero muito ler, ainda mais sendo eles escritos pela Jô.

    Continuem com os podcasts, com eles vocês alegram ainda mais a minha vida.

    Obs: Fiquei muito feliz por vocês terem lido meu comentário no último podcast.