Filmes Harry Potter J.K. Rowling Livros

J.K. Rowling explica a origem dos nomes dos Dursleys e comenta o adeus de Petúnia

Escrito por Renato Delgado

Seguindo com os conteúdos adicionais recém-divulgados com a liberação de Harry Potter e as Relíquias da Morte no Pottermore, a autora J.K. Rowling fala sobre os Dursleys: de onde ela tirou os nomes Válter e Petúnia e por que, no adeus de Petúnia a Harry, a tia o tratou daquele jeito. Leia abaixo o trecho traduzido:

Válter e Petúnia receberam estas alcunhas desde que foram criados e nunca passaram por uma série de “testes” de nomes como aconteceu com muitos outros personagens. “Vernon” [“Válter”, na adaptação de Lia Wyler] é simplesmente um nome com o qual eu nunca me importei muito. “Petúnia” é o nome que eu sempre dava a mulheres desagradáveis quando eu e Di éramos pequenas nas nossas brincadeiras de faz-de-conta. De onde eu tirei este nome, eu nunca tive certeza, até que um dia desses um amigo meu me mostrou uma série de filmes que passavam na televisão quando éramos pequenos (ele coleciona essas coisas e as coloca em seu notebook para se divertir em momentos de lazer).

Um desses filmes era uma animação na qual um casal ficava sentado em um penhasco e observava um homem se afogando no mar lá embaixo (a essência do filme era dizer que as pessoas não devem se assustar, e sim chamar o salva-vidas). O marido chamou a mulher de Petúnia e de repente me perguntei se não tinha sido daquele momento que eu tirei este nome diferente, porque nunca conheci nenhuma mulher chamada Petúnia, ou, pelo que eu sei, li sobre este nome. O subconsciente é uma coisa muito estranha. A Petúnia do desenho era gorda e animada, então parece que só peguei dela o seu nome.
O sobrenome “Dursley” foi pego da cidade com o mesmo nome em Gloucestershire, que não é muito longe de onde eu nasci. Nunca visitei Dursley e suponho que seja cheio de pessoas encantadoras. Foi o som da palavra que me chamou a atenção, muito mais do que qualquer associação com o lugar.

Os Dursleys são reacionários, preconceituosos, ignorantes, intolerantes e têm mentes fechadas; e estas são as características que eu menos gosto numa pessoa. A minha intenção era sugerir que, no último livro, algo decente (como um amor pela irmã há muito esquecido e que ardia vagamente; ou a percepção de que ela pode nunca mais ver os olhos de Lílian de novo) tentava sair da tia Petúnia quando ela disse adeus a Harry pela última vez, mas que ela não seria capaz de admitir isso ou mostrar estes sentimentos enterrados há tanto tempo. Embora alguns leitores quisessem mais de tia Petúnia durante este adeus, ainda acho que a fiz se comportar de uma maneira que faz mais sentido com seus pensamentos e sentimentos ao longo dos sete livros anteriores.

Ninguém pareceu esperar nada melhor vindo do tio Válter, então eles não ficaram desapontados.

Para ler mais informações adicionais lançadas no Pottermore, clique na tag!

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato se envolve com sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.