Animais Fantásticos

Novo featurette de Animais Fantásticos e Onde Habitam!

Escrito por Thiago Vieira

A Warner Bros. Pictures divulgou um novo featurette de Animais Fantásticos e Onde Habitam com mais informações sobre Newt Scamander, uma conversa com J.K. Rowling e diversas cenas inéditas do longa!

Confira-o traduzido no nosso canal:

Entre as novidades, podemos ver um animal: o Tronquilho!

Um Tronquilho na mão de Newt.

O Tronquilho é descrito no livro Animais Fantásticos e Onde Habitam como uma criatura que guarda árvores, encontrável principalmente no oeste da Inglaterra, sul da Alemanha e em certas florestas da Escandinávia. É dificílimo de localizar por ser pequeno (no máximo vinte centímetros de altura) e aparentemente formado por tronco e gravetos com dois olhinhos castanhos.

Ele é uma criatura pacífica que se alimenta de insetos e é extremamente tímida, mas há quem diga que se a árvore em que ele vive for ameaçada, ele salta sobre o lenhador e fura seus olhos com seus dedos longos e afiados. Oferecer bichos-de-conta ao Tronquilho o acalma por tempo suficiente para uma bruxa ou um bruxo retirar madeira de sua árvore para a fabricação de varinhas.

O filme estreia em 17 de novembro no Brasil.

Sobre o autor

Thiago Vieira

Formado em Direito e servidor público, tem esperança de fazer algum bem no mundo. É fã de "Harry Potter" desde os oito anos, quando pegou emprestado Pedra Filosofal de um primo que não deu muita bola pra história.

  • Gustavo Borella

    Gente, que featurette foi esse? Amei! Tô mais ansioso ainda pra ver o filme.

  • Deleon Fernandes

    To bem ansioso pra esse filme, mas já podem parar de tocar Hedwig’s Theme, né? No último trailer até foi legal Pq encaixou com toda a música nova, mas usar o tema da antiga era de Harry Potter em uma nova era, como está sendo dito, fica um pouco cansativo…

  • Henrique Tavares

    “Meus heróis são sempre homens brancos que se sentem deslocados, estigmatizados, etc”

    • Helber Lessa

      Em Morte Súbita, não.E além do mais, é num contexto ficcional com outras contextualizações, e acredite, ser um “homem branco cis hétero” não elimina todas as inseguranças e problemas da sua vida.Mas de qualquer forma, vá com seu papinho de sjw pra lá.

      • Henrique Tavares

        Minha crítica não é nem à falta de diversidade em si, mas à hipocrisia da JK em advocar tanto pela diversidade e nunca fazer 10% do que poderia com a influência que ela tem. Sobre ser sjw, sou extremamente crítico à esse movimento, tanto que considero meu comentário ali uma dessas críticas.