Animais Fantásticos

Tudo sobre o DVD e Blu-ray de Animais Fantásticos e Onde Habitam!

Escrito por Renato Delgado

Hoje fomos convidados pela Warner Home Video para uma sessão exclusiva com exibição de todos os extras presentes no Blu-Ray de Animais Fantásticos e Onde Habitam! Como não podia deixar de acontecer, resolvemos fazer um resuminho de cada um dos extras e contar tudo que aconteceu nesse dia!

Antes de mais nada, vamos esclarecer algumas coisas: os extras só estarão presentes no Blu-ray. Infelizmente, o DVD apenas terá o filme e o bônus “Antes de Harry Potter: Uma Nova Era da Magia Começa!” (não temos a opção de DVD duplo como tínhamos em “Harry Potter”). Além disso, ficamos sabendo que lojas como a Saraiva e as Americanas vão oferecer brindes distintos para quem adquirir a cópia física do filme nas edições exclusivas deles.

As Lojas Americanas estão oferecendo esses cards com cada um dos cinco animais principais do filme de brinde na compra do DVD.

https://twitter.com/siteanimagos/status/839518457041469441

A Saraiva, por outro lado, vai oferecer ímãs do Newt e suas criaturas:

Abaixo, você encontra links para todas as lojas onde as pré-vendas já começaram. Se você só estiver interessado em fazer economia, fique sabendo que a Cultura e a Fnac, apesar de não terem brindes especiais, estão vendendo alguns dos produtos por um preço mais baixo que a concorrência.

Saraiva: DVD | Blu-ray (capa exclusiva) | Blu-ray (Steelbook) | Blu-ray 3D
Lojas Americanas: DVD | Blu-ray | Blu-ray (Steelbook)
Submarino: DVD | Blu-ray | Blu-ray (Steelbook) | Blu-ray 3D
Livraria Cultura: DVD | Blu-ray | Blu-ray (Steelbook) | Blu-ray 3D
Fnac: DVD | Blu-ray | Blu-ray (Steelbook) | Blu-ray 3D

Lembrando que você estará ajudando o Animagos a continuar a existir se fizer a compra através dos nossos links, já que uma parte do seu dinheiro volta para a gente.

Agora, para os extras! Vale a pena o investimento a mais de um Blu-ray? Vale sim! Confira abaixo:

Antes de Harry Potter: Uma Nova Era da Magia Começa!

  • Junte-se a J.K. Rowling em sua ida aos Estúdios Leavesden com David Yates e David Heyman para construir um cantinho novo e emocionante do universo bruxo.

J.K. Rowling explica como foi a origem da concepção do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam. A ideia do produtor Lionel Wigram de fazer um mockumentário já estava na imaginação da Warner quando J.K. Rowling entrou na história surpreendendo a todos com o fato de que já tinha pensado numa história sobre Newt e que poderiam utilizá-la para fazerem esse filme. A partir de então, uma equipe incrível de especialistas (já versados em “Harry Potter” por terem trabalhado nos longas da série) é organizada. Outro desafio enfrentado foi a escrita do roteiro, o primeiro da escritora. Sabiamente, ela solicitou que Steve Kloves (roteirista de 7 dos 8 filmes) estivesse envolvido neste processo, assim como ela teve uma participação mais forte na escolha do elenco, sobretudo dos quatro protagonistas.

Personagens

  • O magizoologista

Apesar de versado na magizoologia e posteriormente se tornar famoso no mundo todo por isso, J.K. Rowling explica que esses conhecimentos talvez não tenham sido bem-vindos pela sua família, muito ministerial, que preferiam que seu filho seguisse uma carreira focada apenas no Ministério. Uma de suas conquistas foi, possivelmente, introduzir a matéria de Trato das Criaturas Mágicas (ministrada pelo Hagrid a partir do terceiro ano de Harry) em Hogwarts.

Os esforços de Eddie Redmayne para criar o magizoologista foram importantes para compor não só a personalidade do personagem como também seus aspectos físicos. Para isso, ele conversou com zoólogos, domadores e vários outros profissionais que lidam diretamente com animais e percebeu a paixão com a qual falam sobre seus animais. Assim como a grande maioria das informações adicionais do Blu-ray, neste também há um destaque grande para o trabalho de Colleen Atwood. Aqui ela explica que baseou o sobretudo de Newt, cheio de bolsos, nos dos mágicos.

  • As irmãs Goldstein

Alison Sudol e Katherine Waterston contam sobre a relação das irmãs, que, apesar de muito diferentes, significam muito uma para a outra. Enquanto Tina é séria e tem a grande ambição de subir na carreira, sempre muito centrada, Queenie é viva, sorridente e divertida; não tenta se esconder. Tudo isso reflete nos seus figurinos: Tina usa um casaco de chuva muito parecido com o que os aurores americanos utilizam e ainda tem um colarinho enorme com o qual ela pode esconder sua cabeça em missões secretas; já os vestidos de Queenie são vivos e, embora bruxescos, têm um ar de diversão. A habilidade de legilimência de Queenie também é lembrada no extra. Embora seja um dom incrível, Rowling conta que a leitura de mentes de Queenie pode levar a conclusões erradas no sentido de que ela lê mas pode interpretar errado o pensamento da outra pessoa.

  • Os Novos Salemianos

Rowling começa o extra contando a história que está no Pottermore, mas que não está presente no filme. Assim como tantos outros temas em “Harry Potter”, os Novos Salemianos também podem servir de alegoria para muitas questões sociais, aspecto levantado por Ezra Miller. Mary Lou Barebone, a matriarca e líder do grupo parece gentil ao se mostrar alimentando crianças carentes, mas extremista e abusiva. Cada um dos seus filhos adotivos reage a seus abusos de uma maneira específica. Castidade, por exemplo, é uma miniatura dela. Credence, por outro lado, reprime sua magia desenvolvendo um Obscurus. Colleen Atwood observa no movimento do corpo de Ezra Miller quase uma marionete, como se alguém estivesse controlando-o, evidenciando a ótima escolha dele para o papel.

  • O padeiro não-maj

O papel de Jacob neste filme é o de alguém que nunca viu magia e está maravilhado experimentando tudo. Seu figurino foi escolhido com a ideia de que, por ter pouco dinheiro, ele teria comprado roupas usadas. Por isso e por seu corpo, as roupas não entram bem nele. Seu bom coração não só é importante para guiar Newt nas relações interpessoais como é a principal razão de Queenie se apaixonar por ele. Entretanto, por ele ser não-maj e ela bruxa, esse amor é proibido, mais uma alegoria para uma questão social, como o racismo, que era latente na época.

  • A presidenta e o auror

J.K. Rowling revela que o nome Picquery já estava anotado desde o primeiro caderno com as informações de “Harry Potter”, mas só agora foi utilizado. A alta posição no mundo bruxo é refletida no visual poderoso dentro do MACUSA, sobretudo o turbante e seu vestido com o emblema do pássaro-trovão, mas também no visual mais discreta quando ela precisa aparecer no mundo dos não-maj e ao lado dos aurores, com uma roupa mais sóbria. O figurino de Serafina se assemelha ao de Graves, seu braço direito, mas Percival tem um figurino mais exagerado, porque Colleen quis dar ainda mais poder a ele.

Criaturas

  • Conheça os animais fantásticos

A principal questão na cabeça dos produtores era a de que, embora essas criaturas fossem fantásticas, elas poderiam sentir como se fizessem parte do nosso mundo. Neste trecho rápido, também conhecemos algumas técnicas usadas para a interação dos atores com as criaturas, como a utilização de fantoches.

  • Tronquilho

Para conferir mais autenticidade à interpretação de Eddie Redmayne com Pickett, uma profissional controlou o andar da criatura com uma marionete minúscula. A equipe de efeitos visuais trabalhou a partir desse boneco e foi responsável por dar mais realismo ao personagem adicionando expressões faciais quase que humanas.

  • Seminviso

Apesar de ter grande parte de suas cenas cortadas, Dougal, o seminviso de Newt, foi interpretado por um ator de verdade para que os atores conseguissem dar o melhor na cena da loja do departamento, em que ele colide com vários objetos em sua tentativa de escapar. Seu aspecto símio ficou marcado por causa disso e, também, porque a intenção do seu criador foi que ele lembrasse um homem sábio e velho, com uns 200 anos. O animal também parece nervoso e estressado, características provavelmente provenientes de suas habilidades, o que acaba resultando em um relacionamento interessante e adorável com Jacob.

  • Erumpente

A cena em que o erumpente é capturado no Central Park é trabalhosa para Eddie Redmayne e motivo de piada para seus colegas de cena, que brincam com os sons e movimentos produzidos por ele durante a dança do acasalamento. Assim como os outros animais, foi necessário que os atores conseguissem interagir bem com o animal, então construíram uma cabeça em tamanho real da criatura e recriam os movimentos de suas pernas com outros profissionais, tudo isso para conferir mais realismo para os atuações de Dan Fogler e Redmayne.

  • Pelúcio

O grande preferido dos fãs (e provavelmente também da equipe), o pelúcio, teve diversas cenas desafiadoras, mas houve uma, principalmente, que deu muito trabalho: a cena do banco. Como o set era grande, comparado aos outros em que ele aparece, e o animal precisava interagir com outros atores, figurantes e até com um cachorro, toda a cena precisou ser coreografada no mínimo detalhe. Uma curiosidade engraçada é que um dos diretores de efeitos especiais, o Pablo Grillo, acabou servindo como referência para o Eddie Redmayne porque ele conseguia se mexer e fazer sons muito parecidos com o do pelúcio “de verdade”, apesar de ser muito alto. Esse foi um pedido do próprio ator!

  • Occami

Esse foi um extra que não estava na lista que postamos no site. Neste, J.K. Rowling conta como teve a ideia de criar a habilidade do occami de se expandir o tanto quanto a área permite. Ela diz que, quando era criança, disseram a ela que peixes só cresciam o espaço que era disponível para eles. Mais tarde, ela descobriu que, na verdade, o tamanho do peixe depende da qualidade da água, e não do tamanho do espaço disponível e que, portanto, o termo técnico não só não existia, forçando-a a criar um, como não havia criatura no mundo real que a tivesse.

  • Pássaro-trovão

Rowling quis que houvesse uma ave imponente americana quando criou o pássaro-trovão. Como Newt tem diversas cenas muito próximo ao Frank porque ele é a principal razão de o Newt parar nos Estados Unidos (para devolvê-lo a seu habitat), os produtores criaram uma cabeça de boneco para que o protagonista conseguisse interagir melhor com ele.

Design

  • Projetando o mundo de Animais Fantásticos

Assim que chegou aos sets, Eddie Redmayne ficou impressionado. Isso porque achou que tudo seria realizado em tela verde. Não só houve uma recriação e criação de lugares importantes para a trama como o nível de detalhe encontrado pelo ator principal e seus colegas de elenco vai desde o figurino, pensado intimamente para cada um das centenas de figurantes pela vencedora do Oscar Colleen Atwood, a edições de jornais com artigos completamente escritos mesmo aparecendo só dentro de gavetas no filme. Jon Voight, intérprete de Henry Shaw, conta até que ficou abismado quando curiosamente tocou num tinteiro e suas mãos saíram sujas, porque de fato havia tinta lá dentro. Para tudo isso funcionar perfeitamente, os departamentos precisam trabalhar todos juntos, conferindo um detalhismo absurdo a cada um dos sets criados.

  • A cidade de Nova York

Após pesquisas incessantes pela Nova York de verdade, a produção chegou à conclusão que fazia mais sentido construir um set com a Nova York dos anos 20 do que filmar algumas cenas na Nova York de verdade e construir sets menores para outras cenas que não podiam ser filmadas no local real. Isso porque já não há muito parecido com a Nova York antiga na moderna e eles não teriam toda a liberdade que acabaram tendo. Todo o detalhismo mencionado no vídeo anterior pode ser encontrado aqui, desde os carros, trazidos de todos os cantos da Europa e dos Estados Unidos (cada um com sua personalidade) ao figurino pensado com exclusividade para cada um dos 600 figurantes.

  • MACUSA

Ao descobrir a existência de uma estátua de coruja na entrada do Woolworth Building, J.K. Rowling achou que aquilo fosse um sinal para que a sede do MACUSA fosse ali. Ao entrar em uma dimensão diferente, lá se encontram não apenas estátuas, o relógio que mostra o nível da exposição à qual a comunidade bruxa está sofrendo, como também pessoas vestindo roupas com um toque ligeiramente bruxesco, tudo graças a Colleen Atwood, que pôde criar chapéus levemente pontudos para as mulheres que, apesar dessa característica, se fossem vistos na rua, não seria um risco de exposição aos não-majs, seria só alguém com um chapéu descolado. Os bruxos internacionais, presentes na conferência internacional dos bruxos requisitada pela presidenta do MACUSA, também foram um desafio interessante, já que ela precisava não só trazer o visual de época de cada um dos países, como também dar um toque bruxesco a cada um deles.

  • A maleta mágica de Newt

A primeira ideia para a maleta de Newt era que ela fosse um espaço bem maior, reproduzindo de fato os habitats, mas a autora J.K. Rowling não deixou que isso acontecesse porque isso seria extremamente ambicioso. Apesar da diminuição da dimensão do projeto, ainda assim foi um desafio levar à tela esse ambiente multidimensional.

  • O banquete dos Shaw

A única utilização de locação na filmagem do filme foi quando utilizaram o St. George’s Hall, em Liverpool. A cidade, apesar de não ser americana, carrega uma aparência que vai além do fato de ambas serem cidades portuárias: a arquitetura de Liverpool lembra em muitos aspectos a nova-iorquina. Para filmar no local, vários figurantes e dublês foram usados e itens de cena foram pensados para essa interação com os dublês, incluindo cadeiras de espuma que poderiam cair nos profissionais (ou com as quais eles pudessem se chocar) sem provocar qualquer dano.

  • O Porco Cego

Ao contrário da tensão na cena, a cena do Porco Cego foi muito divertida de ser filmada. Apesar de nos filmes de “Harry Potter” os atores usarem próteses e maquiagens para parecerem duendes, desta vez criaram diversos duendes em computação gráfica, sempre se baseando em captura de movimento. Diversas câmeras filmaram as expressões faciais de Ron Perlman enquanto ele atuava ao lado de Eddie, Katherine, Dan e Alison. Posteriormente, essa imagens foram utilizadas pela equipe de efeitos especiais na criação do duende Gnarlack.

Cenas deletadas (11 cenas)

1) Após o encontro com a presidenta Serafina Picquery, Graves pede para Tina verificar a permissão de porte de varinha do Newt, informando que depois ele vai falar com ela sobre o incidente. Em seguida, Graves aparece na seção de Tina e logo de cara parece uma pessoa boa e de bom coração, já que conforta a ex-auror e ainda limpa a mostarda do lábio dela com seu próprio lenço, Tina parece se sentir surpresa com a afeição.

2) Encontro de Jacob com Mildred depois da confusão no banco. Na cena, enquanto Jacob está preocupado com sua sanidade, Mildred está preocupada com o empréstimo para abrir a padaria, que ele não conseguiu, então lhe devolve a aliança e diz que não aguenta mais ser pobre.

3) Após conhecer os arpéus, Jacob entra com Newt na caverna dos farosutis.

4) As carrascas do MACUSA chegam para tirar Newt e Tina da prisão avisando que o Sr. Graves quer vê-los agora. Vemos Tina rapidamente se rendendo para ser algemada. Fica nítido que as carrascas estão sob a maldição Imperius.

5) Captura do seminviso com momento importante para o desenrolar do relacionamento de Queenie com Jacob.

6) Hino de Ilvermorny.

7) Momento estendido de Queenie com Jacob no telhado. Nele, Queenie descobre que Jacob já passou por muitas coisas complicadas na vida, como a perda do irmão na guerra.

8) No momento do ataque do Obscurus, Henry Shaw está na redação do jornal discutindo como deve sair a manchete do assassinato de seu filho, exigindo que o rosto dele esteja maior. Enquanto isso, o monstro passa pela janela.

9) Newt tenta acalmar a polícia americana dizendo que “não há nada com o que se preocupar”. Um dos policiais reconhece Newt do incidente na joalheria, mais cedo no filme.

10) Após Tina se despedir de Newt, vemos o navio partindo do porto de Nova York e o gira-gira sobrevoando Nova York e indo em encontro ao navio.

11) Depois de Queenie conseguir sair do MACUSA escondendo todos dentro da maleta de Newt, o quarteto conversa sobre o plano seguinte. Newt informa que quer recuperar todas as suas criaturas para provar que são inofensivas e, então, encontrar o obscurial. Tina dá, então, a ideia de irem ao Porco Cego. Essa cena foi, provavelmente, regravada e substituída pela cena do pombal por causa do corte da cena do seminviso, que continha uma exposição necessária para a relação de Queenie e Jacob.

A edição digital do filme com todos os extras será lançada amanhã em todas as plataformas de compra VOD (video on demand), como iTunes e Google Play Store, e as edições físicas chegam ao mercado no dia 4 de abril, com as edições já citadas acima. Fiquem ligados no Animagos para mais informações!

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato trabalha em sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.

  • Auror Cacildis

    Pensei que eu estivesse louco, mas, eles não capturarm o ou os gira-giras que escaparam, isso é mostrado numa cena deletada!

    • Renato Delgado

      Exato! Aparece o gira-gira que fugiu no final, dando a entender que ou ele vai ao encontro do Newt no navio. Seria importante para não deixar furo, né?

    • Renato Delgado

      Exato! Dá a entender que o gira-gira que fugiu decide voltar para o Newt. Deviam ter deixado para evitar o furo, né?

  • Gustavo Borella

    Poxa, pena que o DVD não vai ser duplo.