Animagos Filmes Harry Potter

Warner Bros. Studio Tour: The Making of Harry Potter – Coluna de viagem

Escrito por Luiza Zanferdini

Potterheads, graças ao pessoal aqui do Animagos, eu tive a magnífica oportunidade de ir ao Warner Bros. Studio Tour London – The Making of Harry Potter e finalmente vim contar para vocês sobre a minha experiência! Tentei resumir ao máximo tudo o que vi por dois motivos: para não tirar a graça para quem for ver por si próprio, e porque tem muita – muita coisa mesmo – para ver. Não caberia tudo em um post!

Para começar, a única maneira de adquirir seu ingresso é comprando pelo site oficial da exposição. Eles não vendem ingressos na porta, então é muito importante que você adquira o seu online, imprima o comprovante e retire seu ticket na portaria. Você precisa agendar o dia e o horário que deseja com antecedência, já que lá está sempre muito cheio, então organize tudo para não se atrasar! Os ingressos individuais custam £ 35 (para maiores de 16 anos) e £ 27 (entre 5 e 15 anos, que precisam estar acompanhados de um adulto). Existem combos com preços especiais para grupos muito grandes e famílias, e outros que incluem guias e outras coisinhas. Você pode consultar tudo no site.

img_5549

A entrada do tour de “Harry Potter” em Leavesden.

img_5564

O ingresso do tour.

Eu separei um dia inteiro para o tour, e é o que recomendo. Os tours começam em horários determinados, com uns 15 minutos de folga. Cheguei nos estúdios duas horas antes do meu tour, mas mais porque eu sou meio desesperada com horários e porque não tinha mais nada para fazer no dia. No fim, acabou sendo uma boa, porque dei uma olhada na loja dos estúdios com muita calma e sem pressa, pude ver tudo o que queria comprar e ainda tive tempo para pensar se valia a pena mesmo.

Essa foi a maior loja da série que encontrei, e nela algumas coisas eram mais baratas, como por exemplo as varinhas, relógios de pulso e algumas camisetas. Muita coisa era exclusiva para a venda da loja do tour (eles tinham coisas que não encontrei em nenhuma outra loja por aqui). Então, se você vir algo que gostou muito, compre, porque além de você não saber se vai encontrar em outro lugar, pode acabar pagando menos ou no mínimo o mesmo preço de outras lojas.

Deixe para fazer as compras na saída do tour, já que ele termina na lojinha mesmo, e assim você evita ter que ficar carregando várias sacolas o dia inteiro. Não pense que se você deixar para comprar na saída corre o risco de acabar. Nada acaba nessa loja. Eles têm funcionários repondo tudo o tempo inteiro para que as prateleiras nunca fiquem com espaços vazios.

Em frente à loja tem um restaurante, então recomendo que vocês aproveitem e comam alguma coisa antes, porque até você chegar na lanchonete que tem no meio do tour, demora no mínimo uma hora. O tour é praticamente inteiro self-guided, então você pode demorar o tempo que quiser lá dentro, mas no geral, as pessoas ficam lá por quatro horas. Se você for bem doido por curiosidades, recomendo também que aluguem o guia em áudio. Custa £ 9 e eles o tem disponível em português brasileiro!

Não vou contar detalhadamente o que acontece lá dentro para não acabar com a magia, e também porque eu ficaria uns três dias aqui contando tudo o que vi! Mas posso resumir tudo em uma palavra: mágico. Foi um dia cheio de emoções e posso dizer até que algumas decepções, porque vi como algumas coisas foram feitas para os filmes e fiquei decepcionada quando vi que eram de mentira! No entanto, não posso negar que é tudo minimamente detalhado e perfeito.

É incrível ver os bastidores, e quantas coisas o pessoal da produção fez virar realidade. Coisas impossíveis e magníficas, para que tudo ficasse extremamente perfeito para os filmes. Por exemplo, na sala de aula de Poções, cada frasco das prateleiras continha alguma coisa dentro, com um rótulo de ouro e o nome do seu conteúdo escrito à mão. E disseram ter feito apenas mil frascos.

As peças de pedra de xadrez gigante… são de plástico! Isso foi o que mais me decepcionou, mas se você pensar bem, não faria o menor sentido eles fazerem um xadrez completamente de pedra! Seria completamente inviável para movimentá-las e muito caro. Com isso em mente, as paredes de vários cenários também foram feitas de plástico e depois pintadas para parecerem de tijolos, como no caso do Beco Diagonal, ou de pedras, como no caso do castelo de Hogwarts. Isso facilitava a vida da produção na hora de transportar tudo para mudar os cenários.

img_5551

Três peças do xadrez de bruxo gigante que aparece no final de Pedra Filosofal expostas no exterior do tour.

O tour começa pelo cenário do Salão Principal, e foi uma das partes mais emocionantes. Me senti no meu primeiro ano em Hogwarts, completamente maravilhada com todos os detalhes daquele lugar. Nesta parte, ainda temos a companhia de uma funcionária dizendo um milhão de curiosidades sobre a construção do salão e mostrando detalhes escondidos para você tirar fotos. Depois funcionários te guiam para um local com infinitos cenários para ver, de todos os filmes, incluindo objetos e figurinos utilizados pelos atores. A partir daqui começa o tour self-guided.

Neste ano, estão com um especial de comemoração dos quinze anos de lançamento de Harry Potter e a Pedra Filosofal, então alguns cenários estavam decorados com cenas do longa, os figurinos utilizados pelos atores e também com objetos e oficinas mostrando como tudo foi feito.

A moça que esculpia flautas, varinhas, fazia lembrols e chaves voadoras disse que ela trabalhou na produção e que conheceu alguns atores. A barraquinha dela estava muito cheia e era quase impossível escutar o que ela dizia, então fui para a do químico que produzia meleca de trasgo, sangue de unicórnio e a baba do Fofo.

Nos estúdios, você também tem a oportunidade de tirar uma foto com o carrinho entrando na parede de uma réplica da estação King’s Cross, igual na estação de verdade, e o esquema e o preço são os mesmos, exceto que aqui não tem fila, já que eles têm três carrinhos ao invés de um.

Além disso, os visitantes também podem ver a locomotiva utilizada nas filmagens externas. Cada cabine do trem foi decorada com objetos que remetiam a cada filme da série e, no final, expuseram alguns figurinos que o trio utilizou em cenas lá dentro.

Como as cabines eram muito pequenas para as filmagens, foram construídos cenários abertos em que a janela do trem era, na verdade, uma tela verde (chroma key). Você tem a oportunidade de se sentar lá e tirar uma foto de acordo com a expressão facial que um funcionário te aconselha a fazer, e depois você pode comprar a foto por £ 9, escolhendo qual é a imagem que aparece na janela.

img_7575

A chegada do Dementador trouxe o frio ao Expresso de Hogwarts. Brrr

Chegando na lanchonete, você pode fazer uma pausa, tomar uma cerveja amanteigada ou um sorvete de cerveja amanteigada (recomendo) enquanto recupera as energias para continuar o tour pelos cenários externos. Não quero desanimar vocês quanto à cerveja amanteigada, até por que me disseram que era ruim e eu tomei do mesmo jeito! Mas garanto que o sorvete vale muito mais a pena.

img_5921

A cerveja amanteigada é vendida em duas opções de caneca ou em copo descartável (mais barato), mas vale a pena levar uma lembrança para casa!

Saindo da lanchonete, você vai para a área de cenários externos, e eu dei sorte porque no dia que eu fui estava chovendo, porém na hora que cheguei na parte externa, parou! Minha dica é: leve sempre um guarda-chuva ou uma capa de chuva, até porque em qualquer cidade da Inglaterra chove muito! De novo, aqui vemos alguns cenários de Pedra filosofal, como a casa dos Dursley, o xadrez gigante e a casa destruída dos Potter. Aqui você também encontra o Nôitibus Andante e a ponte torta de Hogwarts.

Depois, você vai para uma parte mais focada na direção de arte, que contém objetos, máscaras utilizadas nos atores que interpretaram os duendes de Gringotes (do primeiro ao último filme) e bonecos e protótipos de todos os tipos que você imaginar! Também há mapas de Hogwarts, Hogsmeade, plantas de cenários e tudo que você puder e não puder imaginar que envolvem a produção de uma série tão grande quanto “Harry Potter”.

No Beco Diagonal, você encontra o cenário mais parecido com os dos últimos filmes, mais sombrio e com a Gemialidades Weasley ao fundo, com um dos gêmeos levantando seu chapéu em que o coelho desaparece.

No final, você passa pela parte das maquetes, e eu achei uma das mais bonitas. A maquete de Hogwarts é de tirar o fôlego. Demorou três meses para ficar pronta e foi ela que utilizaram para fazer todas as cenas aéreas da escola. Aquelas que vemos com neve, ou de noite com dementadores em volta. É indescritível o quão bonita e bem feita ela é.

Com certeza, o tour é indispensável para um fã que vai para Londres. Vale muito a pena de verdade! Queria ir todo final de semana! Para chegar nos estúdios, o site oferece algumas opções de transporte, caso você tenha muito medo de se perder. Mas, se você entende o básico de inglês, garanto que não vai ter problema nenhum em chegar lá. Só fique atento quanto às linhas de metrô, porque às vezes algumas são desativadas para reparação dos trilhos ou algo assim.

Para chegar ao tour, você precisa pegar um trem na estação de Euston, em Londres, em direção a Watford Junction. O trem vai direto, mas fique atento ao seu ticket. Você precisará comprar um diferente daqueles que só incluem os trilhos de Londres. Geralmente aparece a opção ‘Zonas tal, tal e tal + Watford Junction’ e o valor é em torno de £ 17, que vale para ida e volta.

Saindo de Watford Junction, você encontra alguns pontos de ônibus à sua esquerda, e é lá que os ônibus que vão para os estúdios param. Tem um a cada dez minutos e eles são bem fáceis de identificar, já que são completamente estampados com cenas dos longas. O ticket custa £ 2 com ida e volta para Watford Junction, e ele para, literalmente, na porta dos estúdios. Tudo bem organizado e fácil.

Se consegui ir sozinha, qualquer um consegue! Tenha certeza de que seu celular sempre terá bateria para você poder consultar as linhas de metrô no Google ou Apple Maps, e é óbvio, de que tem muito espaço na sua câmera, porque acredite em mim, você vai tirar infinitas fotos (eu tirei mais ou menos oitocentas)!

Vejam mais fotos das várias coisas que vocês também encontrarão ao longo da tour:

 

Sobre o autor

Luiza Zanferdini

Luiza se apaixonou por "Harry Potter" aos seis anos de idade e desde então a série vem guiando vários acontecimentos de sua vida. Formada em Letras e desiludida com o curso, atualmente busca se encontrar profissionalmente (com muita dificuldade).