Animais Fantásticos

Novo relato de visita ao set de Animais Fantásticos detalha a decoração

Escrito por Renato Delgado

O Correspondente do Pottermore postou mais um relato de visita aos estúdios de Animais Fantásticos e Onde Habitam. Dessa vez, temos mais informações sobre a criação da Nova York de 1926 no trabalho da decoradora de set Anna Pinnock.

Confira o relato na íntegra:

separador divisor branco

Animais Fantásticos tem sua própria Cidade de Nova York

O Correspondente do Pottermore
Traduzido por Renato Delgado

Tente adivinhar: estou em uma das ruas de Nova York, mas não saí da Inglaterra. Vejo pretzels, mas não consigo cheirá-los e definitivamente não posso tocá-los. Onde estou?

Estou no set de Animais Fantásticos, é claro. Usando um capacete, um colete de proteção de cor amarelo-neon e botas pretas lamacentas. Não contei como a indústria do entretenimento era glamurosa?

Agora, vocês sabem que este filme se passa em Nova York porque J.K. Rowling lhes contou há meses através de um tweet: “Newt só pretendia ficar em Nova York por algumas horas. Circunstâncias asseguraram que ele permanessesse… pela duração de um filme, pelo menos”.

Os produtores procuraram em todo lugar no Reino Unido, mas perceberam que não tinham uma Nova York. Então, eles fizeram uma.

Estou numa esquina, passo a mão em um carrinho de mão cenográfico e decido descobrir como fazer uma réplica de uma cidade magnífica tão distante em localidade e em época da original. Aqui vai uma grande dica: envolva os mais criativos da indústria.

O lendário designer de produção Stuart Craig, que trabalhou nos filmes de “Harry Potter”, chefia a equipe que construiu a Nova York dos anos 20. Ele trabalhou com os Davids, o diretor David Yates e o produtor David Heyman, na estética geral deste filme. Ele foi indicado a 10 Oscars e venceu três (por O Paciente Inglês, Ligações Perigosas e Gandhi). Sempre que pergunto a alguém no set sobre ele, a pessoa instintivamente começa a sussurrar em respeito a sua genialidade. Falarei sobre o Sr. Craig mais tarde.

Agora estou com a decoradora de set, Anna Pinnock, que é responsável pelas vitrines de Nova York, todas as decorações e mobílias. Como todos neste set são agressivamente talentosos, Anna recebeu um Oscar também – por seu trabalho em O Grande Hotel Budapeste, em 2014. Ela foi indicada quatro vezes (por Assassinato em Gosford Park, As Aventuras de Pi, A Bússola de Ouro e Caminhos da Floresta). Ela trabalhou em três filmes de James Bond, incluindo 007 Contra Spectre. Se você precisar construir uma réplica de uma cidade em tamanho real em um lugar em que a cidade não existe de fato, ela é a mulher a se fazer isso.

Anna está tão elegantemente vestida quanto eu, usando um capacete que está combinando, colete de segurança na cor amarelo-neon e botas, me levando a um tour na Nova York que ela ajudou a construir no terreno enorme no meio de um campo enlameado. Começamos na Lower West Side, onde os tijolos são imundos, os pôsteres estão descascando das paredes de concreto e a maioria das coisas é marrom-claro, marrom-escuro ou algum tom de marrom entre essas duas cores. Todas as placas e pôsteres foram criados pela dupla extraordinária de design gráfico Mina Lima… Mais a respeito deles uma próxima vez.

Não só viajamos para a América sem ter saído da Inglaterra. Viajamos para 1926 sem ter saído de 2015.

O Cinema Strand na Broadway, Nova York in 1925

O Cinema Strand na Broadway, Nova York em 1925

Animais Fantásticos se passa nos estrondosos anos 20 e cada detalhe do set grita essa era. Todo letreiro de loja, toda manchete de jornal, todo menu de restaurante, toda vitrine, toda roda, todo carrinho de comida, todo poste de luz. Ah, os postes de luz! Eles são postes de luz de verdade e que, de fato, funcionam – grandes estruturas pretas construídas oito metros dentro do solo para que eles não balancem ou caiam em ninguém importante.

É disso que eu gosto sobre o jeito que Anna decorou Nova York; ela vestiu uma cidade falsa dos mínimos detalhes da reconstruída realidade. Ela teve toda uma equipe para pesquisar a era, é claro, para fazê-la a mais autêntica possível. É um feito e tanto.

Há diversas ruas de paralelepípedos, e se você ficar no lugar certo, dá para ver o caminho todo do Lower West Side até o Upper East Side.

Dá para ver a parte de fora do apartamento de Tina e Queenie, assim como restaurantes, uma igreja e todo tipo de loja. Como Anna me conta, eles precisam desconstruir algumas fachadas dessas lojas e decorá-las como uma estrutura completamente diferente de forma muito rápida quando recebem uma mudança de última hora na programação de filmagens.

A logística deste trabalho – fazer uma cidade, destruí-la, fazer uma sala, destruir essa sala – dói o meu cérebro.

Sorte a minha, entramos no set do apartamento de Tina e Queenie Goldstein menos de uma hora antes de ser derrubado. Eu me sentei nas camas delas, alisei o sofá delas, peguei os livros delas e olhei nos espelhos delas. Mas preciso lhes contar sobre isso uma próxima vez. Agora, preciso descobrir como voltar para a Londres de 2015.

Nos falamos em breve, amigos

O Correspondente do Pottermore

separador divisor branco

Animais Fantásticos e Onde Habitam estreia no dia 17 de novembro no Brasil! Para ver um apanhado de informações que já temos, clique neste link!

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato se envolve com sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.

  • Gustavo Borella

    Não fico surpreso ao saber que eles “construíram” uma cidade para fazer o filme, pois gravar em locais públicos é sempre difícil.