Animais Fantásticos

Animais Fantásticos e Onde Habitam já é uma das dez maiores bilheterias de 2016

Escrito por Vinicius Ebenau

Foram divulgadas as estimativas de bilheteria no final de semana nos Estados Unidos junto com a bilheteria mundial atualizada, e Animais Fantásticos e Onde Habitam, apesar de ainda ter se mantido em segundo lugar nos cinemas estadunidenses, acaba de ultrapassar a marca de US$ 600 milhões mundialmente, aparecendo em décimo lugar na lista de maiores arrecadações do ano.

Comparando com a semana passada, o filme caiu 59% no mercado americano, conseguindo estimados US$ 18,5 milhões para um total de US$ 183,5 milhões, a décimo maior quantia entre todos os lançamentos de 2016 domesticamente. Ele teve uma queda menor em sua terceira semana de exibição do que todos os filmes d’A Saga Crepúsculo e Jogos Vorazes, e as estreias de “Harry Potter” em novembro Câmara Secreta, Cálice de Fogo e Relíquias da Morte – Parte 1, quase empatando com Pedra Filosofal, que teve uma baque de 58%. A Forbes estima que, no final, ele conquiste US$ 250 milhões.

Além disso, o longa trouxe US$ 60,4 milhões internacionalmente de 67 mercados, totalizando US$ 424,4 milhões. Pelo mundo, Animais Fantásticos e Onde Habitam arrecadou US$ 607,9 milhões, ultrapassando a comédia romântica chinesa A Sereia, com US$ 553,8 milhões (e para mostrar o poder da China, US$ 526,8 milhões de sua bilheteria foram arrecadados apenas no país).

Quase 2,5 milhões de pessoas no Brasil já assistiram Animais Fantásticos e Onde Habitam para uma renda de R$ 38,8 milhões, e ele ainda continua nos cinemas. Nós comentamos o que achamos dele no nosso Podcast!

Sobre o autor

Vinicius Ebenau

Vinicius, infelizmente, não consegue se descrever bem. Tem como um de seus maiores sonhos reler Prisioneiro de Azkaban em menos de seis meses e reassistir o filme sem dormir perto do final.