Criança Amaldiçoada

Sam Clemmett fala sobre relação de Alvo e Harry em Cursed Child

Escrito por Renato Delgado

O ator que interpreta Alvo Severo Potter na montagem de Harry Potter and the Cursed Child em Londres, Sam Clemmett, foi entrevistado recentemente pela revista Evening Standard e falou sobre a peça, a escalação de Noma Dumezweni como Hermione (que ainda é alvo de muitas polêmicas) e, sobretudo, sobre o relacionamento de Alvo com seu pai na obra.

Dentre os temas abordados pelo ator ao longo da entrevista, está a reação dos fãs ao saber que ele seria o ator responsável por levar o personagem, tão pouco explorado no sétimo livro, aos palcos:

Quando fui anunciado como Alvo, a internet ficou maluca. Você está colocando as mãos neste mundo pelo qual tantas pessoas se apaixonaram e existe uma responsabilidade de querer fazer justiça a isso. Conhecemos Alvo no fim de Relíquias da Morte, quando ele é um jovenzinho indo a Hogwarts. Ele está nervoso pela possibilidade de ser escolhido para a Sonserina e ter de lidar com o legado do passado de seu pai, o que é um fardo enorme para ele. Ele é um rapaz muito introvertido, tímido, e um pouco incompreendido. Então, quando ele vai para Hogwarts, ele é jogado numa aventura incrível.

Em relação à escalação de Noma Dumezweni como Hermione, Clemmett comentou que os fãs que reclamaram estavam sendo “excessivamente artificiais”. E ele explica:

Os filmes criaram uma imagem do mundo de “Harry Potter” e é difícil colocar isso de lado. Mas J.K. Rowling nunca especificou a etnia [de Hermione] nos livros. Noma é uma Hermione brilhante e faz um trabalho incrível, conta a história lindamente — e isso é tudo o que importa. Esta é a oitava história nesta franquia literária e seguimos em frente. Fora que… é uma ficção. Não é realidade!

Sobre a relação de seu personagem com o pai, principal força-motriz da história, Sam explica:

Há problemas. É como ter uma figura super famosa como pai. As pessoas reagem a você de diferentes formas quer você queira essa atenção ou não. Conseguir ou não suprir essas expectativas afetam a sua autoestima. É uma relação de pai e filho, é sobre família, amor. E Jack Thorne lida com essas verdades universais de forma bastante brilhante.

O ator também compartilhou o que pensou depois que leu pela primeira vez o roteiro: “‘Meu Deus! Isto é substancial’. Quis fazer parte da história a partir daquele momento”.

As duas partes de Cursed Child já tiveram suas primeiras apresentações em Londres, em 7 e 9 de junho. A estreia oficial será em 30 de julho, e o lançamento oficial do roteiro de ensaio no dia seguinte, 31. Se você tem interesse em adquirir o livro (em inglês), não deixe de fazê-lo através dos nossos links!

Voltamos a pedir: se você leu spoilers, favor não comentar sobre eles
neste post. Temos um espaço especial aqui e um podcast da equipe aqui.

Sobre o autor

Renato Delgado

Corvinal de coração, Renato trabalha em sites de "Harry Potter" há mais de dez anos e ainda não se cansou deles! Formado em Letras e quase mestre em Linguística, trabalha com revisão de textos e tradução de filmes e séries de TV.

  • Priscilla Florêncio

    Gostei muito da escolha dele para o papel. É triste não poder ter a oportunidade de ir ver o elenco atuando, e vê-los dando vida aos personagens dessa nova geração.

    E realmente, o que o Sam disse é a verdade, quer, queiramos ou não: “Esta é a oitava história nesta franquia literária e seguimos em frente. Fora que… é uma ficção. Não é realidade!”. Por mais que o mundo mágico esteja nos nossos corações, ainda é uma ficção. Contudo: “Naturalmente está acontecendo dentro de nossas cabeças, mas, por que é que isto deveria significar que não é real?”. Em nossos corações e mentes, sempre será real.

    Não consigo compreender porque as pessoas, ainda, não conseguem ver a Noma como Hermione, ao meu ver, a J.K já deixou bem claro que ela pode sim, e já é uma Hermione Granger, brilhante. E bom, a Emma foi uma Hermione, que sempre será uma referência quando nós lembrarmos dela, porém, a Emma não precisa ser a única que pode interpretar a personagem, ela apenas foi a primeira. Alguns podem não conseguir imaginar a Hermione, como não sendo a Emma, e isso é um direito de todos: A imaginação é minha, então eu posso imaginar o personagem de forma que eu quiser. No entanto, isso é na sua mente. Ou seja, isso não significa que tem que ser uma regra fora dela. A fisionomia da personagem pode ser interpretada, por quem a autora quiser, desde que, essa não altere a essência da personalidade do personagem.

    Enfim, simpatizei muito com Sam Clemmett, tomara que ele faça muito sucesso como o nosso Albus Severo Potter.

  • João Henrique

    sem hermione preta